PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Tatá Werneck: "Ser boa mãe é obrigação e ser bom pai é qualidade?"

Tatá Werneck, Rafa Vitti e Clara Maria - Reprodução/Instagram
Tatá Werneck, Rafa Vitti e Clara Maria Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

24/02/2020 14h38Atualizada em 24/02/2020 15h49

Mais uma vez, o ator Rafa Vitti está entre os assuntos mais comentados do Twitter, nesta segunda-feira (24). O famoso apareceu nos Trends Topics depois de ter publicado no seu Instagram fotos como Clara Maria, fruto do seu relacionamento com a atriz Tatá Werneck.

Tatá, então, repercutiu na rede social o fato de a qualidade de um "bom pai" ser sempre reconhecida, enquanto a de uma boa mãe é invisibilizada.

"Rafa tá sempre nos tt's [trends topics] por ser bom pai (e ele é, maravilhoso). E as mulheres nunca estão por serem boas mães (e somos tb). Temos que rever isso, meninas", escreveu no Twitter.

Parte de seus seguidores comentaram que exaltar a participação de Rafa Vitti na criação da filha e a forma com que ele se declara para a pequena, e também para Tatá, se dá porque ele é "fora da curva". "Não é sobre vc não ser maravilhosa, Tatá (vc é mais que isso), é sobre não estarmos acostumadas com tamanho respeito e amor de um homem", escreveu uma das usuárias.

Por que ser boa mãe é obrigação e ser bom pai é qualidade?

Tatá Werneck respondeu a alguns de seus seguidores explicando que vivemos em uma lógica em que "desvaloriza o esforço diário de todas as mães, e que põe o pai num pedestal por fazer sua obrigação".

"Rafa é maravilhoso! Não estou falando que ele não é! Estou questionando nosso olhar sobre as coisas! Um olhar que desvaloriza o esforço diário de todas as mães, por ex, é que põe o pai num pedestal por fazer sua obrigação", declarou.

"Ter um pai presente que compartilha das responsabilidades dos filhos eh uma obrigação! Aí chega um cara que faz isso e vemos o quanto estamos carentes de relações de respeito", disse a outra seguidora.

A atriz ainda recordou do tempo em que reclamou de algumas situações da gravidez, como ter ficado enjoada constantemente, e como foi julgada por isso. "Quando eu reclamava de vomitar até os 9 meses uma vez disseram que não gostava da minha filha. Por isso fiz questão de falar que achei difícil pq nunca tinha escutado falar que poderia ser ruim".

Mães e filhos