PUBLICIDADE

Topo

Após pedir nudes à "amante", vice-prefeito em MG agride mulher e é detido

O vice-prefeito de Chácara (MG) foi detido acusado de agredir a namorada - Pixabay
O vice-prefeito de Chácara (MG) foi detido acusado de agredir a namorada Imagem: Pixabay

Marcellus Madureira

Colaboração para Universa

22/01/2020 16h12

O vice-prefeito de Chácara, cidade vizinha a Juiz de Fora, na Zona da Mata (MG), foi detido na madrugada de sábado, acusado de agredir a namorada. Segundo o Boletim de Ocorrência, obtido pela reportagem de Universa, Roberto Duque (PTB), conhecido na região como Mamão, foi pego pela companheira em uma possível traição e usou de força com ela. Ele será enquadrado na Lei Maria da Penha.

Segundo Deisy Cristina, de 44 anos, por volta de 1h da manhã eles começaram a discutir por causa do celular de Mamão. Ele recebeu, de acordo com relato da vítima aos policiais militares, uma mensagem de outra mulher da cidade de Chácara e teria pedido a ela um nudes.

Ela então pediu para o vice-prefeito ligar para a suposta amante e esclarecer a situação, mas ele se negou a fazer. "Ele não sairia dali sem se explicar e o senhor Roberto relatou que iria embora nesse momento. Nesse momento, Deisy disse que não queria mais ver porque ele teria feito isso outras vezes e ela saiu da cidade de Chácara com fama de mulher traída", dizia trecho do BO. Em seguida, ela informou que foi segurada pelos punhos e jogada na cama.

Já o vice-prefeito disse aos policiais que foi tomar banho e quando saiu viu Deisy mexendo no celular. Ele, então, pegou o aparelho à força e foi para o quarto do casal. Roberto explicou ainda que, para evitar ser agredido, segurou a mulher pelo braço e a empurrou na cama por já ter sido arranhado no rosto.
Ambos prestaram depoimentos na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, em Juiz de Fora. A Polícia Civil solicitou medida protetiva. Roberto foi liberado.

A reportagem tentou contato com o vice-prefeito, mas não teve sucesso. Em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Chácara, fomos informados pelo servidor que atendeu a ligação que é "quase impossível" encontrar Mamão no prédio do executivo. Sobre o caso, informou que a prefeitura não tinha nada a declarar.

Histórico negativo e compra de votos

Essa não é a primeira vez que Mamão se envolve em problemas de agressão na cidade. Durante o carnaval de 2017, ele foi denunciado por bater em um funcionário público e também um ex-vereador.

Além disso, a chapa de Roberto Duque com o prefeito Emerson Damião Duque (PRB) foi condenada em 1ª instância por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos nas eleições 2016. Eles permanecem nos cargos enquanto recorrem da decisão.

Violência contra a mulher