Topo

Beleza


Beleza

Creme para a área dos olhos faz diferença na saúde da pele? Veja benefícios

Luana Kondrat

Colaboração para Universa

07/09/2019 04h00

Uma rotina de cuidados faciais inclui limpar, tonificar, esfoliar e hidratar. Porém, muita gente se esquece da região dos olhos ou acaba passando o mesmo hidratante que usa no rosto -- um erro bastante comum. Cuidar da área dos olhos é importante e isso significa usar também produtos específicos.

"A pele dessa região tem apenas 0,5 milímetros de espessura. É bastante delicada, sujeita a movimentos repetitivos da ação muscular, o que dá origem às chamadas 'marcas de expressão', responsáveis pela origem das linhas estáticas. Com o processo natural de envelhecimento, ocorre também a perda de colágeno, o que resulta em flacidez", explica a dermatologista Carla Albuquerque, de São Paulo (SP).

Veja respostas para as principais dúvidas sobre o cuidado com a pele área dos olhos.

Quais hábitos ter para cuidar da região dos olhos?

Cremes são fundamentais, mas só são eficientes se combinados com outros hábitos diários. Tirar a maquiagem com demaquilante, limpar e hidratar a região evita que os poros fiquem obstruídos.

Além disso, é preciso usar filtro solar mesmo nos dias nublados, já que os raios ultravioleta não são bloqueados pelas nuvens típicas dos meses frios. "O sol em excesso, e fora do horário recomendado, causa não só doenças como estimula o ressecamento e o envelhecimento da pele", diz o especialista em dermatologia Newton Morais, diretor médico da Clínica Mais Excelência Médica, de São Paulo (SP).

Outro hábito fundamental, ressalta Carla Albuquerque, inclui o uso de óculos escuros em áreas externas, pois protegem a região da ação dos raios nocivos. "A automassagem também deve ser introduzida na rotina de cuidados. Use colheres geladas, que causam vasoconstrição na região das olheiras, melhorando seu aspecto", conta a esteticista e cosmetóloga Suellen Campanhola, de São Paulo (SP).

Por que usar cremes específicos é tão importante?

Este tipo de produto vai hidratar, clarear, manter a elasticidade e combater os sinais precoces. "Os hidratantes ajudam a manter o equilíbrio cutâneo e o nível de água", diz Suellen. E não é só isso: a hidratação pode ajudar a estimular a formação de colágeno e a renovar a pele.

A partir de quando preciso usar cremes?

Geralmente, é a partir dos 25 anos que a pele começa a mostrar os primeiros sinais. "Os telômeros e células de colágeno começam a perder a estabilidade e a diminuir sua produção. Por isso, é importante começar a usar cremes anti-idade ou de prevenção", conta Suellen. Mas é possível começar a cuidar da região dos olhos já com 16 anos -- neste caso, é bom manter a área hidratada com cremes leves e protetor solar, afirma Newton Morais.

Qual a frequência de uso?

Os cremes hidratantes devem ser usados duas vezes ao dia: pela manhã, após a higienização e antes do protetor solar, e à noite, logo depois do banho — quando a pele fica longe das agressões externas e, por isso, mais propensa a absorver os ativos do produto.

"O creme deve ser aplicado com movimentos leves, em forma de massagem, trazendo a pele para cima e tracionando-a. Isso ajuda a manter a elasticidade do tecido", indica Suellen. Atenção: cremes para olheiras devem ser usados sempre à noite pois, normalmente, contêm ativos antioxidantes que, em contato com a luz solar, podem causar hiperpigmentação.

Devo passar o creme para os olhos antes ou depois do facial?

Na verdade, é um erro aplicar cremes faciais na região dos olhos, já que se tratam de tipos diferentes de pele. "Ela é fina, sensível, o tipo de depósito de pigmento é diferente e a circulação sanguínea é menos intensa", explica Newton Morais.

"O creme facial é mais denso e gorduroso. Ou seja, não tem compatibilidade com o tecido delicado dos olhos", explica Suellen. Além disso, a pele desta área é mais sensível e suscetível a alergias e reações adversas. "Nessa região, precisamos usar versões mais fluidas e leves para que os ativos não fiquem só na superfície e consigam penetrar", conta.

Em tempo: o produto para a área dos olhos não costuma variar de acordo com o tipo de pele. Ele sempre terá textura mais leve, o que acaba sendo adaptável para todos os casos.

Quais texturas são mais indicadas para a área os olhos?

A textura varia de acordo com a necessidade da região. No tratamento inicial, ou seja, quando a pele ainda não tem ressecamento intenso, o ideal são os hidratantes mais leves, como os séruns, explica Carla. À medida que o tempo passa, é preciso usar produtos com maior poder de permeabilidade e hidratação, já que a tendência é o ressecamento da área. Ou seja, são indicados cremes e emulsões.

Os ativos têm finalidades diferentes?

Sim, cada um deles ajuda a resolver e a prevenir diversos problemas que a pele dos olhos pode apresentar. Para hidratação diária, Carla indica ácido hialurônico -- que hidrata profundamente, auxiliando na suavização de rugas --, ceramidas e aquaporinas, que reforçam a hidratação e melhoram o efeito craquelado da pele.

Para linhas finas e de expressão, a dermatologista recomenda retinol, que atua como renovador celular e estimula a produção de colágeno, suavizando as linhas finas, e a vitamina C -- que tem ação antioxidante, responsável por neutralizar os radicais livres que danificam as células da pele e aceleram o envelhecimento precoce. Também é benéfica por ter efeito clareador, que atenua olheiras.

Atenção: as linhas de expressão já existentes não melhoram com cremes, por melhores que sejam os ativos. Nesse caso é necessário associá-los com a aplicação customizada de toxina botulínica em pontos estratégicos, conta a dermatologista.

Para olheiras, Carla recomenda vitamina K (para as de origem vascular), cafeína, que tem ação drenante e alivia a retenção de líquidos em bolsas, e o ginkgo biloba, que ajuda a ativar a circulação local, minimizando áreas escurecidas e auxiliando na renovação celular.

Rolo de jade ajuda?

Sim. O acessório pode ser usado logo após a aplicação do creme, em movimentos ascendentes, para melhor permeabilidade dos produtos na pele dos olhos, já que trabalha a circulação da região, segundo Newton. "Nas olheiras ela irá ajudar a diminuir o inchaço, uma vez que sua temperatura naturalmente gelada fará vasoconstrição local", diz Suellen.