Topo

Beleza


Beleza

7 dicas para pintar o cabelo em casa sem traumas

Getty Images
Imagem: Getty Images

Thais Carvalho Diniz

Do UOL, em São Paulo

28/10/2017 04h00

Pintar o cabelo é uma das poucas coisas possíveis de fazer em casa se você é daquelas dispostas a colocar a mão na massa, acha os fios brancos desconfortáveis ou não curte a cor natural dos fios. Apesar de parecer simples, o processo necessita de certos cuidados para não virar uma experiência traumática.

Com tantos produtos à disposição por aí, fomos conversar com os coloristas Maurício Morelli, do VISS Cabeleireiros, e Sergio G., do Glass Hair & Esthetic, ambos em São Paulo, para saber as dicas básicas e realizar a mudança de cor sem sustos.

Leia também:

Cor da caixinha é só da caixinha

Essa é a primeira coisa que você precisa saber: é grande a chance da cor do seu cabelo ficar diferente da exposta na embalagem. Só é possível ter uma noção do tom. A cor real, só depois de aplicar. Se tiver dúvida, é melhor testar em uma mecha antes de passar em todo o cabelo.

Tonalizante e coloração são diferentes

O primeiro é um tipo de maquiagem para o cabelo, não tem fixação. Já a coloração é a tinta, que tem cobertura e fixação maiores. São produtos com funções diferentes. Para cobrir brancos, por exemplo, só é possível com a coloração.

Tinta não clareia tinta

Se o seu cabelo é pintado com tinta escura, não vai pegar um tom mais claro. Segundo os especialistas, esse é um dos erros mais comuns, pois a coloração pega na raiz, mas as pontas permanecem escuras. Então, por exemplo, se você aplicar um tom avermelhado e não gostar, apenas um mais escuro irá sobrepor.

Faça um teste de alergia

Uma boa maneira de testar se você tem alergia é passar atrás da orelha antes de aplicar no couro cabeludo. Segundo eles, a maioria dos produtos para colorir em casa têm maior concentração de amônia e, consequentemente, mais chance de reação.

Proteja a pele para evitar manchas

Para não ficar com aquela marca na testa depois de pintar, use gel ou silicone para proteger a área.

Capriche na hidratação

Alguns kits de coloração vêm com hidratação para fazer após a higienização. Caso o seu não tenha, o ideal é usar máscaras hidratantes que você já tenha em casa, pois todo processo químico resseca o cabelo, mesmo que a tinta seja de qualidade.

Faça uma visita ao salão

Mesmo que você goste de fazer em casa e já seja uma expert no assunto, é bom visitar o profissional pelo menos uma vez a cada três aplicações de tinta. O colorista pode ajudar a avaliar a cor e fazer uma aplicação mais homogênea e harmoniosa.