Topo

Beleza


Beleza

Botox aos 20, precisa mesmo? Fique alerta antes de entrar na agulha

Getty Images
Imagem: Getty Images

Bárbara Tavares

Do UOL, em São Paulo

14/09/2017 04h00

Quão cedo é muito cedo para se lançar no mundo dos tratamentos estéticos e procedimentos não-cirúrgicos? O botox não era nem cogitado antes dos 35 anos, e agora é procurado por pacientes cada vez mais jovens, na casa dos 20 anos. Mas precisa mesmo?

Qual a idade certa para usar botox?

“Não existe idade recomendada para a primeira aplicação, mas é um assunto controverso. Alguns pacientes já têm linhas de expressão muito visíveis desde novos, então o botox é aplicado de maneira preventiva”, explica Karina Gilio, especialista em cirurgia plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

A avaliação deve ser feita caso a caso, sempre com médicos qualificados para aqueles fins. “O que preocupa é o exagero: pacientes com 20 anos que não têm nem indícios de rugas na pele atrás de botox”, completa a médica.

Efeito Kylie Jenner

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apontou que, em dois anos, houve aumento de 390% no número de procedimentos não-cirúrgicos realizados no Brasil. Entre os líderes, a aplicação do botox e os preenchimentos. Não há dados específicos sobre o crescimento na faixa etária dos 20 aos 30, mas os especialistas garantem que a geração selfie, da qual a influencer americana Kylie Jenner é uma das principais representantes, tem procurado mais os consultórios em busca desses tratamentos.

“Hoje é cada vez mais comum começar a fazer botox aos 20 anos, mas é importante ter cuidado, principalmente com a frequência. A aplicação da toxina botulínica numa frequência alta pode acabar alterando o músculo em 20 ou 30 anos”, alerta Thales Wilson Cardoso, cirurgião dentista especialista em harmonização facial.

“O produto age paralisando a musculatura e impedindo a formação das chamadas rugas dinâmicas, causadas pelo movimento da face. O que diferencia o uso como preventivo ou tratamento é a quantidade aplicada”, esclarece Karina.

Vale pensar duas vezes antes de fazer

Quanto mais cedo começarem as aplicações de botox, mais vezes elas serão necessárias. O que, a longo prazo, pode causar danos nos músculos, como ressalta Thales Cardoso “A ação do botox impede a liberação de acetilcolina, neurotransmissor que provoca a contração muscular, por isso não aparecem as rugas. Porém, por não contrair, o músculo vai perdendo força e, por não exercitar, ele pode atrofiar. Logo, em excesso, o botox pode causar uma diminuição da massa muscular onde é aplicado”.

Outro alerta é escolher profissionais qualificados: "Se aplicado de maneira indevida, o botox paralisa músculos que não deveria e pode causar complicações, como uma ptose, por exemplo [queda da pálpebra superior]”, alerta Karina Gilio.

A médica lembra, ainda, que a duração do procedimento varia entre quatro e seis meses, só aí sendo permitido uma nova aplicação. Depois do prazo, a toxina botulínica é metabolizada pelo organismo e perde seu efeito. Antes de tomar essa decisão, vale consultar mais de um profissional, para ter várias opiniões, e é preciso ter muito bom senso: em muitos casos, o tratamento pode ser substituído por outros mais leves.