PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Aplicação de protetor solar em sérum ou mousse exige mais atenção

Na praia, na piscina ou durante a prática de atividades ao ar livre, a transpiração aumenta e, por isso, é preciso ter cuidados redobrados com a aplicação dos protetores em mousse ou sérum - Thinkstock
Na praia, na piscina ou durante a prática de atividades ao ar livre, a transpiração aumenta e, por isso, é preciso ter cuidados redobrados com a aplicação dos protetores em mousse ou sérum Imagem: Thinkstock

Simone Ota

Do UOL, em São Paulo

12/02/2014 08h00

Se você gosta tanto dos cosméticos faciais com textura em mousse ou sérum que não abre mão deles nem na hora de escolher o protetor solar, aí vai um recado dos dermatologistas: redobre a atenção quando for usá-los na praia, na piscina ou durante a atividade física ao ar livre. “É que nessas condições ocorre um aumento natural na transpiração e na produção de sebo pela pele, o que favorece a remoção de veículos cosméticos mais delicados e menos aderentes, caso da mousse e do sérum”, diz o dermatologista Adilson Costa, chefe do serviço de dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).

Mas isso não quer dizer que eles só possam ser usados em ambientes fechados. O dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo, lembra que já existem versões resistentes à água. “Mesmo assim, é essencial espalhar o protetor solar em mousse ou sérum 20 minutos antes de se expor ao sol, reaplicá-lo assim que sair do mar ou da piscina e repetir a operação a cada duas horas, no máximo”, ensina o médico. A dermatologista Elisabete Dobao, professora de dermatologia sanitária da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, completa: “Se neste intervalo você transpirar demais, tomar uma ducha ou friccionar a pele com a mão, toalha, canga ou o lenço de papel, aplique o produto de novo”.

Para ficar só com o lado bom da mousse e do sérum, como a rápida absorção, o controle do brilho e o toque seco, os dermatologistas orientam para não economizar na quantidade de produto. “Regra geral, recomendo usar o equivalente a uma colher de chá no rosto e no pescoço”, diz Adilson Costa. Grávidas e donas de peles sensíveis também podem se beneficiar das texturas mais leves, principalmente as que têm pele oleosa, mas é aconselhável conversar com o dermatologista.

Beleza