Topo

Beleza


Beleza

Apesar de dolorosa, depilação com linha é alternativa eficaz para a remoção de pelos faciais

GEOVANNA MORCELLI

Da Redação

08/10/2011 07h00

A depilação com linha é uma técnica milenar, nasceu no Egito e atravessou o mundo através de ensinamentos familiares de geração em geração. No Brasil, no entanto, é um procedimento recente e que vem ganhando adeptas a cada ano.

Segundo Gisela Haddad, da clínica GH Estética em São Paulo, a depilação com linha é ideal para a pele da brasileira, que tem tendência a manchar com facilidade, problema que pode ser agravado com o uso recorrente da cera depilatória, uma das mais usuais formas de depilação facial.  Ela defende que as manchas não seriam agravadas quando se usa a linha, por que o contato com a pele é mínimo, se restringindo à retirada do pelo, sem friccionar a cútis. Outra vantagem seria a possibilidade de fazer a depilação mesmo quando bronzeada - o que não é possível com o laser -, e quando a pele está sensibilizada por tratamentos clareadores indicados por dermatologistas para combater o melasma (manchas de sol).

A esteticista explica que a depilação com linha é eficaz para retirar os pelos faciais, principalmente os lanugos - aquela penugem bem fininha que contorna o rosto e que, quando eliminada, deixa a pele mais luminosa.

Mas não se engane, a especialista deixa claro que esta é uma técnica dolorida. "Se a pessoa for muito sensível à dor, recomendamos o uso de cremes anestésicos, com lidocaína, por exemplo".