Topo

Câmera quádrupla é vantagem do One Zoom mesmo diante de celulares premium

Rodrigo Trindade *

De Tilt, em Buenos Aires

06/09/2019 10h59Atualizada em 07/09/2019 12h28

Sem tempo, irmão

  • Novo smartphone não é possante, mas mostra como novas tecnologias ficam mais baratas
  • Câmera quádrupla é grande na traseira e rendeu fotos nítidas nas primeiras tentativas
  • Zoom ótico e amplo deve ser maior diferencial do intermediário premium
  • One Zoom é mais largo que "irmãos" One, Vision e Action e tem LED no símbolo da Motorola

Quem a Motorola quer encarar com o One Zoom, primeiro celular com câmera traseira quádrupla da marca? Bem, ela não aponta adversários específicos, mas o produto encara alguns dos modelos mais caros do Brasil, Huawei P30 Pro (R$ 3.599) e Samsung Galaxy Note 10+ (R$ 5.999), além do Galaxy A9, lançado no ano passado por R$ 3.200 e encontrado hoje por R$ 1.599.

Por R$ 2.499 no lançamento, o novo smartphone da Motorola não é um possante em termos de processamento, nem traz a ampla gama de recursos dos modelos top da Huawei e Samsung, mas demonstra como novas tecnologias ficam rapidamente mais baratas. O Galaxy A9 serviu como parâmetro de como, em menos de um ano, uma câmera quádrupla ficou popular em modelos menos caros.

Motorola One Zoom: tela com entalhe em gota e sensor de digital por baixo - Divulgação
Motorola One Zoom: tela com entalhe em gota e sensor de digital por baixo
Imagem: Divulgação

O sistema do celular do Galaxy A9 tinha sensores de 24 MP (principal), 8 MP (grande-angular), 10 MP (teleobjetiva) e 5 MP (sensor de profundidade). O One Zoom chega com sensores de 48 MP (principal), 16 MP (grande-angular), 8 MP (teleobjetiva) e 5 MP (profundidade). São números bem parecidos, o que mostra a equivalência entre os dois celulares.

As demais especificações são semelhantes, sendo a única vantagem do Galaxy A9 os 6 GB de RAM. Ainda assim, o One Zoom chega ao mercado por R$ 700 a menos que o modelo da Samsung. A Motorola explicou ao Tilt que a finalidade desse novo celular era trazer recursos característicos de smartphones top por até metade do preço.

Agora, uma câmera quádrupla não significaria nada se ela não funcionasse de uma maneira distinta. Em Buenos Aires, tiramos algumas fotos com ela e se mostrou bem útil, especialmente no zoom —ótico de 3x, híbrido de 10x (ótico + digital). Ao mirar nos objetos, a imagem balançava bastante na tela. Depois de clicar, imaginei que as fotos ficariam tremidas, mas saíram estabilizadas e nítidas. Falaremos mais da câmera no nosso review, daqui a algumas semanas.

Foto tirada no modo normal - Rodrigo Trindade/UOL
Foto tirada no modo normal
Imagem: Rodrigo Trindade/UOL

Imagem com zoom ativado: fotos estabilizadas e com boa definição - Rodrigo Trindade/UOL
Imagem com zoom ativado: fotos estabilizadas e com boa definição
Imagem: Rodrigo Trindade/UOL

Com pesquisas de mercado, a Motorola identificou que a principal demanda de clientes é por uma câmera melhor, daí o investimento em inovações neste recurso. Especialmente na família Motorola One, que por não ser atualizada em ciclos anuais, como as linhas Moto G e Moto Z, ela mexe mais rapidamente no design, recursos e preços.

Design inédito, resultados mistos

Dos quatro modelos Motorola One, que irão coexistir, três têm na câmera seu principal atrativo: Vision, Action e agora Zoom. O último, no entanto, se diferencia em termos de design, pois abandonou a tela de proporção 21:9 dos irmãos em troca de uma 19:9 --é um celular um pouco mais largo-- trocou o "furo" na tela pelo entalhe em formato de gota e, ganhou um retângulo centralizado na traseira do celular, onde fica a câmera e o logo da Motorola.

Mesmo com o sensor de digital agora debaixo da tela, a empresa manteve seu símbolo na traseira e quis que ele tivesse alguma utilidade. Daí inseriu um LED que acende o símbolo quando chegam notificações. É um recurso que chama a atenção, mas por enquanto achei discreto - ao menos de dia.

Motorola One Zoom: traseira com câmera quádrupla - Divulgação
Motorola One Zoom: traseira com câmera quádrupla
Imagem: Divulgação

A câmera quádrupla ocupa uma área enorme na traseira. A Motorola diz que pesquisas de mercado tiveram respostas positivas para essa decisão. Não é o que eu gostaria no meu celular, mas o acabamento e as três cores (titânio, bronze e violeta) escolhidas ficaram bonitos e amenizam o impacto do "retângulo" de trás.

Concorrência

Vim para evento da Motorola testando um Galaxy A70, talvez o principal concorrente ao One Zoom, e o design desse smartphone da Samsung é mais para o meu gosto. De resto, o One Zoom está bem equipado para levar a melhor no custo benefício, mas isso na teoria. Só vou saber dizer quando testar para valer o One Zoom.

Ambos estão no topo da categoria intermediário premium (R$ 2.499 de preço sugerido), uma faixa que ainda abrange modelos top de anos anteriores como iPhones de 6S a 8, Galaxy S8+, Zenfone 5, e até deste ano, caso do ótimo Galaxy S10e. O One Zoom pode não ser tão poderoso como esses modelos, mas se o que você quer é uma câmera quádrupla, a Motorola tem uma ótima opção.

* O jornalista viajou a convite da Motorola

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Papo cabeça