Topo

Motorola One Action traz câmera tripla inédita e foca na gravação de vídeos

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

16/08/2019 09h00Atualizada em 16/08/2019 16h12

Sem tempo, irmão

  • Smartphone é o primeiro da Motorola com câmera tripla, mas nem todas fotografam
  • Grande diferencial, terceira câmera filma na horizontal com celular na vertical
  • Design e outros recursos são bem semelhantes aos do Motorola One Vision

Está cansado de ter que girar o celular para gravar um vídeo na horizontal? Então o Motorola One Action, lançado nesta sexta-feira (16), traz uma função bem conveniente: filmar segurando o celular com naturalidade, na vertical.

Essa é a principal novidade do smartphone intermediário premium que chega ao Brasil por R$ 1.799, mas não a única. O aparelho é o primeiro da marca a trazer uma câmera traseira tripla, com destaque para o sensor de grande-angular de 16 MP, capaz de registrar imagens com um ângulo de 117º.

Com uma mistura de hardware e software, esse sensor é o que permite a gravação de vídeos na horizontal enquanto o celular está sendo segurado na vertical --uma comodidade e tanto. Curiosamente, não é possível fotografar dessa maneira, a não ser que você esteja no meio de uma filmagem.

Os outros dois sensores traseiros são a câmera principal, de 12 MP, e a de profundidade, de 5 MP. Elas permitem a realização de fotos com detecção rápida de foco e, em conjunto, produzem fotos no modo retrato. O smartphone também conta com recursos de inteligência artificial para melhorar a qualidade das imagens registradas.

A câmera frontal segue a tendência do Motorola One Vision, já que está localizada no canto superior esquerdo da tela. Com 12 MP, ela também tem modo retrato e "fura" a tela do celular, já que não há entalhe tradicional ou em formato de gota, como a Motorola fez com a linha Moto G7 deste ano.

O display tem 6,3 polegadas e é mais comprido do que o normal, com a proporção 21:9. Com resolução Full HD+, ela permite que você assista filmes no formato ultra-wide e é mais confortável para o uso do que outros celulares da atualidade, porque a largura do Motorola One Action é menor, o que facilita o manuseio com uma só mão.

São características que o Motorola One Vision já tinha, mas as semelhanças não param por aí. O processador é o mesmo, Exynos 9609 (2,2 GHz), assim como o armazenamento, 128 GB, e a memória RAM, 4 GB. Outra repetição é a capacidade da bateria, de 3.500 mAh, que a Motorola diz durar por um dia inteiro.

Outro detalhe importante é que o smartphone faz parte do programa Android One, o que significa que ele receberá as duas próximas grandes atualizações do sistema operacional (Q e R), além de três anos de atualizações de segurança.

Comparado ao que temos no mercado hoje, o Samsung Galaxy A50 (a partir de R$ 1.330), LG K12 Prime (a partir de R$ 1.530) e Xiaomi Redmi Note 7 (a partir de R$ 900, mas em marketplaces) seriam concorrentes mais próximos do One Action. Eles também têm telonas com entalhes, desempenho intermediário e câmeras triplas --só o Redmi Note 7 tem câmera dupla.

Ficha técnica:

  • Tela: 6,3 polegadas Full HD+
  • Sistema operacional: Android 9 Pie
  • Processador: Exynos 9609 de 2,2 GHz
  • Memória: 4 GB (RAM) e 128 GB (armazenamento)
  • Câmeras: traseira tripla (principal de 12 MP + de profundidade de 5 MP + Action, para vídeos, de 16 MP) e frontal (12 MP)
  • Dimensões e peso: 160,1 x 71,2 x 8,7 mm e 181 g
  • Bateria: 3.500 mAh

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Chegou Tilt, o canal de tecnologia do UOL

UOL Tilt

Smartphone