Topo

Death Stranding


Death Stranding: tudo o que você precisa saber em 15 perguntas

Do START, em São Paulo

08/11/2019 08h00

Um dos jogos mais aguardados dos últimos anos chega ao mercado nesta sexta (8). "Death Stranding", da Kojima Productions, é exclusivo para PlayStation 4 por enquanto, e chegará aos PCs em 2020.

O game chamou atenção desde que foi anunciado, em 2016, e continuou quebrando a cabeça dos jogadores a cada novo trailer. Mas por que tanto barulho? Vamos responder algumas das perguntas mais frequentes.

1 - Cheguei de Marte ontem. O que é Death Stranding?

Se você chegou de Marte, talvez saiba mais que todos nós, mas... "Death Stranding" é um game de ação com visão em terceira pessoa, situado em mundo aberto. É necessário explorar terrenos de difícil acesso, planejar rotas e fugir de ameaças para conseguir entregar cargas preciosas (ou nem tanto) ao longo da jornada. Você tem liberdade para decidir o que fazer e para onde ir, e também pode optar por diferentes abordagens para superar desafios e ver a história avançar. Ele não se parece exatamente com nenhum outro jogo, e funciona mais como uma combinação de gêneros, com elementos que vão desde a série "Metal Gear Solid" até trechos que lembram "Lost Planet".

Sam Bridges é o protagonista encarregado de fazer entregas e unificar a "América" - Reprodução
Sam Bridges é o protagonista encarregado de fazer entregas e unificar a "América"
Imagem: Reprodução

2 - Não entendi nada da história. Alguém me explica de novo?

É difícil esclarecer a história sem trazer spoilers, por isso os trailers e reviews não explicam coisas como "por que essas baleias encalhadas na praia?" e "o que esse bebê está fazendo acoplado ao meu uniforme?".

Em linhas gerais: uma catástrofe conhecida como Death Stranding quase dizimou a população, causando estragos incalculáveis e despertando seres fantasmagóricos chamados EP (ou BT, em inglês). No papel de Sam Bridges (interpretado por Norman Reedus), um entregador de mercadorias, você recebe a missão de restabelecer uma rede de conexões de leste a oeste de um Estados Unidos fictício.

Para chegar lá, você precisa entregar itens específicos a pessoas-chave, resolvendo problemas que vão desde recuperar uma carga perdida até provar para um jovem engenheiro que sua namorada está vida. As entregas variam em tamanho, peso e cuidados exigidos: desde bombas nucleares até uma simples pizza. A princípio carregando tudo nas costas, e depois tendo acesso a equipamentos melhores. Ao longo do caminho, você conhece novas pessoas, descobre detalhes da história e passa a entender os mistérios desse universo.

Deadman (Guillermo del Toro) vai acompanhar boa parte da sua jornada - Divulgação
Deadman (Guillermo del Toro) vai acompanhar boa parte da sua jornada
Imagem: Divulgação

3 - Posso jogar em português?

Sim. O jogo tem opção de dublagem e textos em português. A qualidade da localização, aliás, está excelente, fugindo das traduções engessadas e usando expressões e palavras adaptadas ao contexto de cada personagem. Se fizer questão de curtir o áudio original, vá de inglês, mas dê uma chance ao ptBR ao menos nos textos e legendas.

4 - Por que tanto barulho?

São vários os fatores que contribuíram para o "hype" sobre "Death Stranding". Para começar, ele surgiu como jogo exclusivo de PlayStation 4, o que automaticamente eleva as expectativas ao nível de obras como "God of War" e "The Last of Us", jogos que entraram para a história. Ele tem também um elenco inédito de estrelas do cinema reunidos em um game: Mads Mikkelsen, Norman Reedus, Guillermo del Toro, Léa Seydoux e vários outros. Ah, e ele é um game assinado por Hideo Kojima, um dos desenvolvedores/diretores/game designers mais amados e criticados dos games.

"Death Stranding" é o primeiro jogo de Kojima depois do rompimento com a Konami - Divulgação
"Death Stranding" é o primeiro jogo de Kojima depois do rompimento com a Konami
Imagem: Divulgação

5 - Quem é esse tal de Kojima?

Hideo Kojima, 56 anos, é um criador de games apaixonado por cinema. Ele começou a trabalhar na Konami, em 1986, onde deu início à série "Metal Gear", que renderia cerca de 11 jogos e marcaria sua carreira pelas décadas seguintes. Metal Gear foi um marco para os jogos de ação ao implementar elementos de "stealth" e sempre trazer inovações a cada lançamento.

Os jogos da série, famosos pela construção de enredo e personagens, também conseguiam surpreender os jogadores, principalmente nas lutas de chefões, sempre criativas e desafiadoras. Ao mesmo tempo em que atraía uma legião de fiéis seguidores, Kojima virava alvo de polêmicas, acusado às vezes de não reconhecer o trabalho em equipe, ao assinar "um jogo de Hideo Kojima", ou visto com desconfiança quando se declarava um desenvolvedor "indie", apesar dos recursos "nada indie" a que costuma ter acesso em suas produções. Outros jogos com participação de Kojima são "Zone of the Enders", "Snatcher" e "Policenauts".

"Metal Gear Solid V: The Phantom Pain", lançado em 2016 - Divulgação
"Metal Gear Solid V: The Phantom Pain", lançado em 2016
Imagem: Divulgação

6 - Mas o jogo é bom mesmo?

"Death Stranding" é um jogo de grande relevância, já que inova e arrisca como poucos atualmente, mas está longe de ser unanimidade. Mesmo as críticas positivas, que se emocionaram com a experiência, reconhecem o caráter "estranho" e "divisivo" do jogo, que não deve agradar multidões com a mesma facilidade de um "GTA" ou "Call of Duty". Em termos numéricos, o jogo tinha a média 83, de um total de 100, no site Metacritic nesta quinta-feira, véspera de lançamento, considerando 78 críticas. Enquanto algumas resenhas o consideram uma "experiência como nenhuma outra" (EGM), outras classificam o game como um "projeto bizarro, uma bagunça auto-indulgente que não consegue amarrar suas várias peças" (GiantBomb). Aqui no START, "Death Stranding" agradou, mas sem deixar de provocar raiva, dúvidas e frustrações.

Reprodução
Imagem: Reprodução

7 - Quanto tempo eu vou passar jogando?

As reclamações (e os memes) procedem: "Death Stranding" demora para engrenar. Como o jogo tem mecânicas tão próprias e incomuns, desde regulagem de carga até como ninar um bebê, muitas das primeiras horas serão de aprendizado, treino e repetição. Para alguns jogadores, ele começa a funcionar depois de 10 horas; para outros, a coisa só esquenta mesmo depois da metade. O tempo total para concluir a campanha, porém, pode variar bastante de jogador para jogador, já que qualquer entrega simples pode demorar de 5 minutos até 1 hora ou mais, dependendo dos imprevistos que surgirem. Definitivamente, não é um jogo de sessões curtas: exige calma, dedicação e paciência.

Reprodução
Imagem: Reprodução

8 - Comecei a jogar e estou sofrendo. O que fazer?

Primeiro: tenha paciência, leia todos os menus, tenha certeza de que não deixou nada para trás. O excesso de informação pode te sobrecarregar tanto quanto os malotes pesados, mas com um pouco de paciência tudo pode funcionar a seu favor. Guarde um tempo, por exemplo, para deixar Sam descansando no quarto: enquanto isso você dá Play nas músicas que coletou e lê os emails atrasados. Outras dicas importantes estão nos nossos guias: dicas para começar bem e como fazer entregas rápidas.

9 - O que são esses Likes? Como funciona o "modo online"?

O aspecto colaborativo de "Death Stranding" é uma das coisas mais legais do jogo. Imagine que tudo o que você constrói, desde escadas até pontes e placas de informação, pode aparecer no mundo de outro jogador ? assim como as ações de outros jogadores podem aparecer no seu mundo. Nesse cenário desolador e opressor do jogo, as interações sociais, que rendem Likes e elos de ligação cada vez mais fortes, são um grande alívio. É como se fosse um grande mutirão, com todos se ajudando, algo bem diferente do que as relações online costumam ser no mundo real.

Algumas das interações possíveis são: pedir doações para completar alguma obra; instalar placas de orientação e de alerta; posicionar "emotes" que aliviam o sofrimento alheio. Os Likes também são a moeda corrente usada para pagar as entregas. Quanto melhor seu desempenho, mais likes você ganha, acumulando reputação e ganhando novos "poderes".

Reprodução
Imagem: Reprodução

10 - O que vai ter de diferente na versão para PCs?

Ainda não foram divulgados detalhes da versão para PC, então ainda não sabemos: data exata de lançamento, preço, em qual loja online estará disponível. O único palpite, por enquanto, é que vai ser um paraíso para a comunidade criar Mods e turbinar a geração de memes, seja com ou sem aprovação oficial da Kojima Productions.

Reprodução
Imagem: Reprodução

11 - Por que uma mochila tão grande?

Pode ir se acostumando com as cenas de Sam carregando um Porto de Santos nas costas. Analisando de forma literal, a mochila de Sam é pequena, mas a quantidade de carga que ele pode empilhar ali é absurda para os padrões da vida real. O resultado vai da comédia pastelão, quando você cair de uma montanha, até o simplesmente bizarro, quando tenta se esconder de um inimigo (apesar de estar com 150 kg de caixas nas costas). O que você precisa saber, porém, é que tudo segue uma lógica: Sam tem um limite de peso que pode suportar, assim como seu uniforme tem limite de ganchos e pontos de encaixe. Vai ser natural ter mais itens do que você consegue carregar, e as soluções para isso são várias: desde abandonar os itens no mundo, até reciclar, doar para outros jogadores ou simplesmente guardar em seu "cofre" pessoal.

Reprodução
Imagem: Reprodução

12 - Vou precisar andar o tempo inteiro?

No começo, sim. Com o passar do tempo, você passar a ter acesso a veículos e pode construir estradas, o que vai facilitar muito a sua vida. Mas nem tudo é tão simples: alguns locais só podem ser acessados a pé, e tudo o que ficar exposto à chuva vai sofrer deterioração, mais cedo ou mais tarde. De qualquer forma, você sempre pode utilizar motos e caminhões emprestados de outros jogadores, além de guardar na garagem para a manutenção necessária.

Reprodução
Imagem: Reprodução

13 - Como são as partes de ação?

Tensas. Às vezes frustrantes. Raramente valem a pena. Você vai, sim, ter acesso a diversos tipos de armas, e é perfeitamente possível optar pelo enfrentamento em vez de uma abordagem mais pacífica. Os riscos, porém, são grandes: você pode gastar recursos valiosos, comprometer a carga e, pior de tudo, perder um tempo importante. De qualquer forma, esteja sempre pronto, com algumas armas na mochila, já que alguns confrontos são inevitáveis, por mais cuidadoso que você seja.

14 - Podemos esperar "Kojimices"?

Com certeza. As ideias inusitadas, peculiares e exóticas atribuídas ao Kojima aparecem em vários momentos de "Death Stranding". Por isso vale prestar atenção nos emails e entrevistas que Sam recebe, além de tentar caçar todos os itens "colecionáveis". Não são poucas os easter eggs, referências à cultura pop e também a jogos anteriores dele, como "Metal Gear Solid". No quesito narrativa, outras características também presentes são "custcenes" longas, principalmente na reta final do jogo, e algumas tentativas, nem sempre bem sucedidas, de quebrar a quarta parede e falar direto com o jogador.

15 - Devo tomar banho e cuidar do bebê?

Sempre. Também deverá ir ao tolete e, na falta de lugar melhor, fazer xixi a céu aberto mesmo. A higiene pessoal de Sam tem impacto direto no jogo, por motivos que você descobrirá durante a história. Cuidar do bebê também é importante, já que ele vai ser seu principal aliado nos momentos mais tensos. Em resumo: a manutenção de tudo (corpo, alma, objetos) é parte fundamental do jogo. Com botas desgastadas, por exemplo, você vai passar a sofrer dano, então precisará carregar um par reserva ou encontrar algum centro de distribuição para repor os materiais.

Os trailers já avisavam: é melhor cuidar da sua bota - Divulgação
Os trailers já avisavam: é melhor cuidar da sua bota
Imagem: Divulgação

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Death Stranding