PUBLICIDADE
Topo

Mel Lisboa revela bastidores e desafios da série "Coisa mais linda"

De Nossa

04/11/2020 04h00

A atriz Mel Lisboa foi a convidada especial do Brasil com Zeca deste domingo (1º) para bater um papo com o apresentador Zeca Camargo sobre sua carreira e o que tem feito durante o período de quarentena.

Uma das quatro protagonistas de "Coisa Mais Linda", da Netflix, Mel falou sobre o vínculo formato com as atrizes Maria Casadevall, Pathy Dejesus e Fernanda Vasconcellos, na primeira temporada, e também com Larissa Nunes, que entrou para elenco na nova fase da série.

Criamos uma unidade por sabermos a importância dessa história e o fato de colocar quatro protagonistas mulheres. Aconteceu uma cumplicidade e uma troca muito forte não só em cena, mas também na vida"

Mel Lisboa lamentou que muitos problemas envolvendo o machismo da sociedade brasileira na época, e amplamente abordados na narrativa, continuem existindo.

Inevitavelmente, a gente faz um paralelo com os dias de hoje e vê que evoluímos muito pouco de lá para cá"

Para a atriz, "Coisa mais linda" desempenha um papel ao colocar em destaque essa discussão. "Precisamos valorizar nossas conquistas, os passos que demos à frente", diz.

Precisamos entender que foram passos dados com muita luta por pessoas que, lá atrás, batalharam por seus direitos"

coisa mais linda - Divulgação - Divulgação
"Coisa mais linda" é um retrato do Brasil nos anos 1950, mas com temas que perduram até hoje
Imagem: Divulgação

Com duas temporadas produzidas, a Netflix ainda não anunciou a renovação de "Coisa Mais Linda" para um terceiro ano, mas Mel considera positivo o retorno do público.

"A série foi muito bem. A primeira temporada foi muito elogiada, então criou-se uma expectativa para a segunda. Você fica apreensivo mas, quando lançou, a gente teve uma resposta muito positiva".

Projetos na quarentena

Durante a entrevista com Zeca Camargo, Mel Lisboa também falou sobre os projetos que desenvolveu durante a pandemia. Ela encenou em uma live a "não-peça" "Madame Blavatsky.", escrita por Cláudia Barral com base em um texto de Plínio Marcos (1935-1999), sobre a história da escritora russa Helena Petrovna Blavatsky (1831-1891).

Ela é uma figura muito polêmica, mas com importância para a humanidade. Um escritora que escreveu muitas obras e trouxe um conhecimento milenar do oriente quando nós não tínhamos"

Em seu perfil no Instagram, a estrela da Netflix criou ainda o #livemhistória, projeto no qual faz a leitura de contos e outras histórias para seus seguidores.

Para manter a minha sanidade, precisei inventar coisas. Quando percebi, já estava fazendo projetos dentro dos recursos que nós temos: internet e redes sociais"

Confira no vídeo os melhores momentos da entrevista de Mel Lisboa no Brasil com Zeca.

Anota aí!

Brasil com Zeca vai ao ar todo domingo, às 12 horas. Você pode acompanhar o programa no Youtube de Nossa, na home do UOL e no Facebook e no Twitter do UOL.