PUBLICIDADE
Topo

"Brasil com Zeca" chega ao Acre: "Duvidam da nossa existência", diz Gleici

Bruno Calixto

Colaboração para Nossa

17/09/2021 11h00

No extremo Norte do Brasil, numa região fascinante, cercada de latex e seringueiras, o Acre é o destino do "Brasil com Zeca", programa comandado por Zeca Camargo e que, nesta temporada, homenageia um estado brasileiro em cada episódio.

Para falar da cultura e dos sabores de sua terra natal, a convidada especial do programa é a campeã do 18º BBB Gleici Damasceno, acreana com uma história linda e de luta:

De tantas qualidades do povo acreano, herdei dos meus conterrâneos isso de ser muito batalhadora e buscar as coisas. Fazer acontecer"

gleici damasceno - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Imagem: Reprodução Instagram

Para ela, nascer e ser cria de um estado à margem de tudo também influencia no desenho da sua personalidade.

As pessoas duvidam da nossa existência, a gente sempre precisou se reafirmar"

Sobre os três meses trancafiada na casa do BBB, Gleici conta que sempre esteve preparada para o isolamento, mas que por diversas vezes foi reativa.

"Estava muito preparada, mas em vários momentos ficava muito reativa em relação à militância. Na maioria das vezes, onde me cabia falar sobre, eu me posicionei, sempre fui eu. Mas lógico que tem lados meus que as pessoas não vão conhecer em três meses", disse a Zeca Camargo.

Gleici se posicionou sobre Raissa na rede social - Reprodução/Instagram @gleicidamasceno - Reprodução/Instagram @gleicidamasceno
Imagem: Reprodução/Instagram @gleicidamasceno

É que a jovem atriz de 26 anos, desde pequena, fora colocada em lugares e situações de coletivo:

Minha vida foi fazer algo para transformar uma realidade. Quando entrei no BBB eu sabia da importância e quando sai, também. Quantas meninas negras me olharam e se enxergaram"

Culturas e povos atrelados e brasileiros

Brasil com zeca - Baixaria e Fada - UOL/Nossa - UOL/Nossa
Baixaria: típico pós-balada de Rio Branco, no Acre
Imagem: UOL/Nossa

O prato do dia deste "Brasil com Zeca" foi ensinado pelo jovem chef Júnior Marinho. Ele mostrou a Zeca o passo a passo de uma receita que é a cara (e o sabor) do povo acreano. Trata-se do "baixaria", um cuscuz com carne moída, ovo e vinagrete.

Existe uma lenda em torno deste nome baixaria. Quando começaram a construir Rio Branco no primeiro ciclo da borracha em 1890, vieram muitos nordestinos. Certa vez, um cara pediu para uma 'tiazinha' fazer uma baixaria qualquer para ele encher o bucho. Pegou"

"O baixaria é um prato típico lá, a gente come todo dia, toda hora, no café da manhã e no jantar", conta.

Misturando culturas de várias cozinhas brasileiras, do Ceará ao Pará, a receita carrega toda a história da culinária local, ou seja, algo muito antigo que passou por revitalização.

Desde vatapá até a macaxeira, cozinhamos de um tudo do Brasil, além da influência peruana e boliviana. E também a culinária indígena, toda a base da gastronomia do Norte. Muito peixe, rabada com tucupi, farinhas"

Brasil com zeca - Baixaria e Fada - UOL/Nossa - UOL/Nossa
Zeca com o drinque Fada, criação de Leandro Santos
Imagem: UOL/Nossa

Para brindar à "baixaria" e ao bate-papo, Leandro Santos, consultor etílico do "Brasil com Zeca" preparou o drinque "Fada", feito à base de gim, abacaxi, cerejas em conserva e club soda.

Clique nas imagens abaixo e confira as duas receitas na íntegra:

Baixaria

Dificuldade Fácil
1 porções
40 min
Ver receita completa

Drinque Fada

Dificuldade Fácil
1 porções
10 min
Ver receita completa

Anota aí

Brasil com Zeca vai ao ar toda sexta-feira, às 11 horas, no Canal UOL e no YouTube de Nossa, onde você também pode maratonar todos os episódios. Também confira conteúdos extra nas redes sociais de Nossa: Instagram, Twitter, e Facebook.