PUBLICIDADE
Topo

MMA


Covington e 'Durinho' se oferecem para substituir Edwards e encarar Woodley

Gilbert Burns, o "Durinho", nocauteou Demian Maia em luta do UFC Brasília, no último sábado (14) - Buda Mendes/Zuffa LLC
Gilbert Burns, o 'Durinho', nocauteou Demian Maia em luta do UFC Brasília, no último sábado (14) Imagem: Buda Mendes/Zuffa LLC

Ag. Fight

16/03/2020 10h51

Ontem foi confirmado o cancelamento do combate entre Tyron Woodley e Leon Edwards, que estava programado para UFC Londres, no próximo sábado (21), devido a pandemia de coronavírus pelo mundo. Dessa maneira, o Ultimate trabalha para trazer o evento para os Estados Unidos e busca um substituto para o inglês. E candidatos não demoraram para aparecer.

Um deles é o falastrão Colby Covington. Sem lutar desde dezembro de 2019, quando foi derrotado por Kamaru Usman, pelo cinturão peso-meio-médio (77 kg), o americano se colocou à disposição para "salvar" o evento e logo tratou de provocar o compatriota.

"A palavra na rua é que Leon Edwards está fora. O UFC e a América precisam de um herói. Quem quer que o America's Champ vista a capa e derrote o Tyron Woodley ao vivo na ESPN na próxima semana para seu entretenimento e meu próprio prazer pessoal?", escreveu.

Outro que também deixou clara sua vontade de lutar foi Gilbert 'Durinho'. Apesar de ter lutado no último fim de semana, quando nocauteou Demian Maia, ainda no primeiro round do UFC Brasília, o brasileiro saiu ileso do confronto e também admitiu que está pronto para atuar novamente.

"A luta está sendo oferecida! Como sempre, eu disse que sim! No meu caminho para Miami! Mal posso esperar para pousar em terra amanhã para ter um contrato do UFC no meu e-mail. Esperando Tyron Woodley dizer sim", disse.

MMA