PUBLICIDADE
Topo

MMA


Jon Jones defende sua superioridade e ataca preparo físico de Reyes

Dominick Reyes e Jon Jones, durante luta no UFC 247 - RONALD MARTINEZ/AFP
Dominick Reyes e Jon Jones, durante luta no UFC 247 Imagem: RONALD MARTINEZ/AFP

12/02/2020 12h33

A controversa decisão dos juízes na luta principal do UFC 247, realizado no último sábado (8), apontando a vitória de Jon Jones sobre Dominick Reyes por unanimidade, ainda dá o que falar. Após inúmeras críticas feitas aos jurados por parte da comunidade do MMA, Jon Jones resolveu se pronunciar para tentar afastar a narrativa de que tenha sido beneficiado por eles.

O equilíbrio demonstrado nos 25 minutos de combate certamente não foi replicado nas papeletas dos juízes responsáveis pela decisão do mesmo. Um dos jurados, inclusive, apontou vitória de 'Bones' em quatro dos cinco assaltos, fato que ampliou a revolta contra o resultado final. Um dos argumentos utilizados pelos que acreditam na superioridade de Dominick Reyes durante o confronto é o maior volume de golpes aplicados pelo desafiante, mas o campeão meio-pesado (93 kg) do UFC fez questão de minimizar a vantagem do rival neste aspecto da luta. Em publicação na sua conta oficial do Twitter, Jones ainda relembrou a queda de rendimento do oponente nos dois últimos rounds para justificar seu triunfo.

"Dominic acertou literalmente 12 golpes a mais do que eu. Eu consegui as quedas, fui o agressor, controlei o octógono em todos os rounds, e acertei os golpes mais significativos. Dom (Reyes) parou completamente de lutar nos rounds do campeonato (quarto e quinto) e tem a audácia de estar irritado com os juízes", escreveu Jon Jones.

"Não fiquem bravos com os juízes, se irritem com o preparador físico de Dom (Reyes). O cara começou a desistir quando a água ficou mais funda e agora está andando por aí, dando entrevistas, falando sobre ter sido roubado. Quando esses jovens meninos vão começar a tomar responsabilidade, é isso que está errado com esses meninos hoje em dia", completou o campeão dos meio-pesados.

Com toda a polêmica criada em cima do resultado do confronto do último sábado, uma revanche entre Jon Jones e Dominick Reyes pode ser uma opção que o UFC venha a considerar. Outra possibilidade para a próxima defesa de cinturão do campeão pode vir do duelo entre Corey Anderson e Jan Blachowicz, atuais quinto e sexto colocados no ranking da divisão, respectivamente, que medem forças na luta principal do UFC Rio Rancho, marcado para este sábado (15).

MMA