PUBLICIDADE
Topo

MMA


Estratégico, Jon Jones vence por pontos e quebra recorde histórico no UFC

Jon Jones recebe o cinturão do UFC após vitória sobre Dominick Reyes - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Jon Jones recebe o cinturão do UFC após vitória sobre Dominick Reyes Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

09/02/2020 03h19

Jon Jones segue imbatível na divisão até 93 kg. Neste sábado (8), diante do até então invicto Dominick Reyes, 'Bones' voltou a provar porquê conquistou seu cinturão em março de 2011 e nunca o perdeu - ao menos dentro do octógono. E no UFC 247, ele precisou de todos os cinco rounds previstos para superar seu duro oponente.

Apesar de mostrar mais ímpeto no ínício do combate e pressionar com potentes combinações de golpes, Reyes cansou e se tornou alvo do leque de ataques do talentoso campeão. Como diferencial, o campeão quebrou o ritmo do combate em diversas ocasiões com quedas que não apenas impressionaram os jurados como também confundiram o jovem desafiante.

De quebra, Jones quebrou o recorde histórico de Georges St-Pierre, que era dono do maior número de vitórias em duelos válidos por cinturão. Com 14 triunfos, Jones agora aparece isolado no topo da lista.

A luta

O primeiro round começou com o desafiante partindo com tudo para cima e levando a pior, recebendo contragolpes precisos e muitos chutes e pisões, principalmente no joelho. No entanto, na metade da etapa, Reyes conectou um soco no peito de Jones, que se desequilibrou. Na sequência uma saraivada de cruzados e diretos colocaram o campeão contra a grade, cena que marcou a etapa. Vantagem mínima do desafiante.

No segundo assalto, Jones imprimiu ritmo ofensivo ao dominar o centro do cage, mas pouco fez para minar o rival - apenas com golpes únicos e precisos. O campeão optou por pressionar Reyes o obrigando a se movimentar, acelerando assim sua chance de cansar - além de garantir um round a seu favor. Vantagem mínima parcial.

Na etapa seguinte, Reyes conseguiu frustrar a estratégia do campeão ao conectar mais golpes, alternando ataques na linha de cintura e no rosto. Por duas vezes, seus ataques acertaram em cheio o campeão, que chegou a tentar uma queda, sem sucesso. Novo round apertado: Reyes 2 x 1 Jones.

O quarto assalto contou com nova blitz do desafiante, que voltou a encurralar Jones nas grades e pressiona-lo com combinações de cruzados. Mais agressivo, Jones tentou seguidas quedas, todas bem defendidas pelo rival, o que fez do duelo uma verdadeira guerra a partir de então. Reyes 2 x 2 Jones.

No último assalto, o atleta de 30 anos voltou a começar melhor, mas caiu de rendimento diante dos chutes baixos do campeão, que dominou o centro do cage desde o início, justamente marca que terminou por lhe garantir a manutenção do título após o término do tempo regulamentar. Reys 2 x 3 Jones.

Acompanhe os resultados do UFC 247:

Jon Jones venceu Dominick Reyes por decisão unânimes;
Valentina Shevchenko nocauteou Katlyn Chookagian no 3º round;
Justin Tafa nocauteou Juan Adams no 1º round;
Dan Ige venceu Mirsad Bekti? por decisão dividida;
Derrick Lewis venceu Ilir Latifi por decisão unânime;
Trevin Giles venceu James Krause por decisão dividida;
Lauren Murphy venceu Andrea Lee por decisão dividida;
Khaos Williams nocauteou Alex Morono no 1º round;
Mario Bautista nocauteou Miles Johns no 2º round;
Journey Newson nocauteou Domingo Pilarte no 1º round;
Andre Ewell venceu Jonathan Martinez por decisão dividida;
Youseff Zalal venceu Austin Lingo por decisão unânime.

MMA