PUBLICIDADE
Topo

MMA


Foco de Jacaré é no peso-médio, mas técnico cogita lutas nos meio-pesados

Ronaldo Jacaré comemora vitória sobre Chris Weidman no UFC 230 - AP Photo/Julio Cortez
Ronaldo Jacaré comemora vitória sobre Chris Weidman no UFC 230 Imagem: AP Photo/Julio Cortez

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

13/01/2020 06h00

Após 13 lutas na categoria peso-médio (84 kg), Ronaldo 'Jacaré' decidiu se testar nos meio-pesados (93 kg). Entretanto, em sua estreia, em novembro de 2019, foi derrotado por Jan Blachowicz, por decisão dos jurados, no UFC São Paulo. Depois dessa experiência, o lutador decidiu voltar à divisão de origem e encara Uriah Hall, dia 18 de abril, na edição 249 do evento, que tem sede em Nova York (EUA). Treinador do capixaba, Josuel Distak explicou esse movimento do seu pupilo.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, Distak revelou que essa ideia de voltar aos médios partiu da equipe, mas não signifca que não que o público não o verá mais na categoria até 93 kg. Porém, o treinador afirmou que o foco de 'Jacaré' será tentar se aproximar de uma disputa de cinturão em até 84 kg.

"A decisão foi tomada pela equipe. O Jacaré vai brigar nas duas categorias. Quando for lutas importantes na 84 kg, ele vai lutar para ranquear pelo cinturão e quando acontecerem lutas na até 93 kg, importantes para ele e equipe ele também vai estar presente. Para onde o vento soprar, ele vai estar brigando", revelou.

Se Ronaldo 'Jacaré' já esteve entre os tops 5 do ranking dos médios, agora o lutador só se encontra na listagem da divisão de cima, na 15ª posição. Já seu próximo rival é o décimo colocado. Dessa maneria, Distak confia que um triunfo, pode jogá-lo novamente entre os principais nomes da categoria.

"Acredito que vai ser uma luta importante para colocá-lo na rota de uma disputa pelo cinturão. Não podemos perder. Vamos treinar três vezes mais para atingirmos nosso objetivo. É uma luta importante para todos. Vai ser um duelo de estilos, mas o Jacaré em cima também troca, briga bem. Acredito que ele vai botar para baixo e vamos vencer de uma maneira mais confortável, que é trazer para o chão. Será uma prioridade nossa", contou.

Logo após o UFC São Paulo, Distak adiantou que estava planejando a criação de um time ao lado de Dedé Pederneiras para ajudar a preparação de 'Jacaré'. Apesar da resistência do líder da 'Nova União', o técnico afirmou que essa parceria ainda está de pé e ressaltou sua importância.

"A academia já está sendo construída e o Dedé vai trabalhar como manager e como mentor técnico também. Ele é importante para a equipe, além de ser bom manager, é bom técnico. Isso é importante. A nossa equipe vai ficar mais forte para ajudar o 'Jacaré'", finalizou.

Esse duelo contra Hall pode marcar o início de uma recuperação para 'Jacaré'. Em seus últimos quatro confrontos no Ultimate, o brasileiro venceu apenas um, diante de Chris Weidman, em novembro de 2018. Já o americano vem embalado por duas vitórias seguidas - a última delas contra Antonio 'Cara de Sapato', em setembro deste ano.

MMA