PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2022

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: quem se deu bem e quem se deu mal no sorteio da Libertadores

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

27/05/2022 14h32Atualizada em 27/05/2022 17h56

Classificação e Jogos

Os confrontos de oitavas de final da Copa Libertadores 2022 estão definidos. O sorteio realizado pela Conmebol aconteceu no início da tarde de hoje (27), e colocou frente a frente Corinthians e Boca Juniors, no duelo mais equilibrado do mata-mata. Palmeiras x Cerro Porteño e Flamengo x Tolima são outros confrontos da próxima fase do torneio continental.

O sorteio também definiu o chaveamento do mata-mata da Libertadores. Quem passar de Athletico x Libertad encara o vencedor de Fortaleza x Estudiantes nas quartas de final. Do mesmo lado da chave estão os confrontos Cerro Porteño x Palmeiras e Emelec x Atlético-MG. Ou seja, Palmeiras e Galo podem se encontrar nas quartas de final.

Do outro lado, quem levar a melhor em Tolima x Flamengo duela nas quartas contra o vencedor de Corinthians x Boca Juniors. Por fim, os outros dois jogos deste lado são Talleres x Colón e Vélez x River Plate

E aí, quem se deu bem e quem se deu mal no sorteio da Libertadores? Fizemos essa pergunta aos colunistas do UOL Esporte, que deram seus palpites. Antes das respostas, confira como ficaram os confrontos:

  • Athletico-PR x Libertad (PAR)
  • Deportes Tolima (COL) x Flamengo
  • Vélez Sarsfield (ARG) x River Plate (ARG)
  • Emelec (EQU) x Atlético-MG
  • Cerro Porteño (PAR) x Palmeiras
  • Talleres (ARG) x Colón (ARG)
  • Corinthians x Boca Juniors (ARG)
  • Fortaleza x Estudiantes (ARG)

Corinthians tem o pior caminho, por enfrentar a carne de pescoço que sempre é o Boca Juniors e, passando, possivelmente o Flamengo, mesmo em crise. Atlético-MG e Palmeiras têm como pior pedra no caminho até a final o provável confronto entre eles, já nas quartas. Aliás, podemos ter três dos quatro confrontos da próxima fase 100% brasileiros.
ALICIA KLEIN

Palmeiras e Atlético se deram bem nas oitavas, mas depois muito provavelmente vão se cruzar nas quartas em mais um duelo gigante. O Corinthians se deu mal e o golzinho que faltou para terminar em primeiro no grupo deve cobrar o seu preço na Bombonera-- e que a Conmebol na próxima edição retome a "trava" de confrontos entre times do mesmo grupo, porque é uma bizarrice.
ANDRÉ ROCHA

Corinthians terá pela frente um caminho que lembra o do Atlético MG na última Libertadores, que pegou Boca nas oitavas, River nas quartas, Palmeiras na semi e, se tivesse ido à final, teria ainda pego o Flamengo. O Boca não está num bom momento, mas o Atlético MG precisou de bastante sorte e um VAR estranho para passar por ele ano passado, nas mesmas oitavas. Flamengo também não saiu muito favorecido, pensando o caminho até a final. Certamente o lado mais tranquilo ficou com Atlético MG e Palmeiras, com a ressalva de que pode rolar um revival já nas quartas e um deles ficará pelo caminho. Agora, dentre os grandes, o River é quem tem o caminho mais facilitado.
AMARA MOIRA

Entre os brasileiros, o que pegou o adversário mais difícil foi o Fortaleza, contra o Estudiantes. O Corinthians pode vencer o Boca, mas encara um adversário que sempre cresce no mata-mata. Já Palmeiras e Galo devem se enfrentar nas quartas, mas quem passar dessa fase será amplo favorito para avançar à final.
DANILO LAVIERI

Atlético Mineiro e Palmeiras se deram muito bem e o Corinthians se deu mal, mas nem tanto. Pior seria pegar o Palmeiras ou o River Plate. O engraçado é que se tivesse acabado em primeiro lugar no grupo poderia ter a mesma sorte, ou azar.
JUCA KFOURI

Furacão e Fortaleza se deram bem. Enfrentarão Galo ou Palmeiras apenas na semi. Galo e Palmeiras se deram mal. Vão se enfrentar na segunda ronda. Corinthians e Flamengo se deram mal. Pegam adversários duros (Boca e Tolima) e depois podem se cruzar. E, se chegarem à semi, pode ser contra o River.
MENON

Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG terão vida fácil. Mas molezinha mesmo terá o Boca Juniors. Após o vexame em Itaquera, o cambaleante Timão levará duas sovas do gigante argentino. Aqui e lá!
MILTON NEVES

Quem se deu mal foi o Corinthians. Além de pegar o Boca e decidir na Bombonera, pode encarar o Flamengo nas quartas e o River Plate na semifinal. Palmeiras e Atlético-MG se deram bem porque enfrentarão adversários bem mais fracos do que eles, em tese. Além disso, quem passar de um eventual confronto entre Verdão e Galo é favorito contra todos os possíveis adversários na briga por uma vaga na final.
PERRONE

Flamengo e Corinthians ficaram do lado mais difícil da chave. Podem se enfrentar já nas quartas e quem passar, possivelmente, pode pegar o River na semifinal e Palmeiras ou Atlético Mineiro na final. O Verdão e o Galo mineiro parecem ter como maior dificuldade um ao outro. Athletico Paranaense e Fortaleza podem até cruzar nas quartas, mas não creio que passem daí.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Flamengo e Atlético-MG se deram bem. Vão pegar, teoricamente, os adversários mais fáceis entre os brasileiros. Palmeiras e Athletico-PR terão os paraguaios Cerro Porteño e Libertad, um pouco mais complicados, mas nem tanto assim. Já Corinthians e Fortaleza, que vão decidir fora, na Argentina, pegaram os rivais mais cascudos: Boca Juniors e Estudiantes, respectivamente.
RODOLFO RODRIGUES

Palmeiras e Atlético pegaram os adversários mais acessíveis na teoria, mas logo depois se encaram numa possível quartas de final. O Corinthians pegou o rival mais complicado. Não tanto pelo nível do Boca hoje, mas por se tratar de uma equipe muito tradicional e acostumada a esse tipo de confronto.
RODRIGO COUTINHO

Atlético-MG e Palmeiras pegaram os adversários mais fáceis, mas, considerando todo o caminho até a final e não só às oitavas, como ambos se enfrentam numa provável quartas de final, ficou bastante equilibrado o cenário. Quem se deu menos mal, no conjunto, até a semifinal, é o River Plate.
VITOR GUEDES

Qual clube brasileiro pegou o caminho mais difícil na Libertadores? Vote!

Resultado parcial

Total de 7815 votos
41,37%
Gabriel Machado/AGIF
2,56%
Pedro Souza / Atletico
32,91%
Ettore Chiereguini/AGIF
4,91%
Wagner Meier/Getty Images
10,61%
Marcelo Hernandez/Getty Images
7,64%
Marcello Zambrana/AGIF
Total de 7815 votos