PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Blogueiros: Diego Costa seria uma boa opção para clubes brasileiros? Quais?

Diego Costa, atacante brasileiro naturalizado espanhol - REUTERS/Stringer
Diego Costa, atacante brasileiro naturalizado espanhol Imagem: REUTERS/Stringer

Do UOL, em Santos (SP)

24/02/2021 12h08

Resumo da notícia

  • Blogueiros do UOL analisam se Diego Costa é uma boa para os clubes brasileiros
  • Menon: "Times que podem pagar não precisam. Os que precisam não podem pagar"
  • Mauro: "Ótima opção para quase todos, exceto os que já têm bons centroavantes"
  • Renato Maurício Prado: "Jogador caríssimo e não creio que valha o custo-benefício"

O atacante Diego Costa vem sendo apontado como possível reforço de Palmeiras e São Paulo pela imprensa exterior. O centroavante de 32 anos segue sem clube depois de rescindir contrato com o Atlético de Madri, clube que defendia desde 2018.

Nos bastidores de Palmeiras e São Paulo, porém, o caso é visto como uma tentativa de valorização do atleta no mercado da bola. Os clubes entendem que é inviável pagar o quanto o atacante gostaria de saber.

Diego Costa seria uma boa opção para clubes brasileiros? Se sim, quais? Os colunistas do UOL Esporte deram suas opiniões sobre uma eventual contratação do jogador. Veja as respostas:

Seria opção interessante dentro de uma boa relação custo/benefício e considerando que ele teria que se adaptar ao insano calendário de 2021. Precisa ser uma opção, não a única solução para o ataque. Neste caso sairia caro demais até para Flamengo, Palmeiras e Atlético Mineiro.
ANDRÉ ROCHA

Diego Costa seria uma péssima opção para qualquer clube brasileiro que topar pagar o que ele pede. Nenhum time daqui tem estrutura financeira para arcar com um acordo deste tipo por dois ou três anos sem comprometer o futuro. Ao mesmo tempo, se o atacante topar reduzir seus vencimentos, ele passa a ser um excelente reforço porque tecnicamente já mostrou que está acima da média do Brasileirão.
DANILO LAVIERI

Para maioria dos clubes sem um centroavante de verdade. Mas resta saber duas coisas: se ele não está apenas querendo terminar a carreira no bem bom e se a oferta ao mercado brasileiro é só para valorizá-lo fora.
JUCA KFOURI

Ótima opção para quase todos os clubes brasileiros, exceto os que já têm bons centroavantes, mas o custo é inviável, a não ser que ele aceite as condições financeiras do interessado.
MAURO CEZAR

Os times que podem pagar (Flamengo e Palmeiras) não precisam dele. Os que precisam não podem pagar. Talvez o Galo, formando dupla com Hulk.
MENON

Diego Costa seria hoje titular em todos os times da Série A. Até mesmo no estrelado Flamengo. Mas, se realmente estiver pedindo o que comentam por aí, está totalmente fora da realidade do futebol brasileiro. Ainda mais se considerarmos que ele já tem seus 32 anos.
MILTON NEVES

O mínimo que um dirigente tem que fazer antes de contratar é olhar as estatísticas. E o cartola que examinar os números de Diego Costa não terá motivos para se animar. Segundo o site "oGol", ele fez dois gols em sete jogos na temporada 2020/2021. Foram cinco tentos em 30 partidas no período anterior. Na temporada 2018/2019, o atacante balançou as redes cinco vezes em 21 apresentações. Como o nível do futebol brasileiro está bem baixo, mesmo com esse retrospecto, ele pode ser útil em qualquer equipe. Desde que receba um salário condizente com seu rendimento nos últimos anos.
PERRONE

Não acho. Jogador caríssimo e não creio que valha o custo-benefício. E acho o mesmo do Hulk, que o Atlético Mineiro contratou. Ambos já veteranos e em decadência técnica.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Diego Costa tem lugar em praticamente todos os principais clubes do futebol brasileiro. Quem menos carece de um centroavante hoje é o Flamengo, bem servido com Gabigol e Pedro. Assim, acredito que seria uma boa opção para São Paulo, Grêmio, Atlético-MG e Palmeiras, que estão na Libertadores. Resta saber o custo dessa operação.
RODOLFO RODRIGUES

Pelo valor, só vejo três clubes com potencial hoje: Flamengo, Palmeiras e Atlético Mineiro. Nos três acho que seria mais útil no Galo, que não possui um jogador com suas características e potencial para a função de centroavante.
RODRIGO COUTINHO

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol