PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Será a quarta força? Blogueiros analisam o que será do Corinthians em 2021

Mancini chegou ao segundo jogo seguido com derrota sob o comando do Corinthians  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Mancini chegou ao segundo jogo seguido com derrota sob o comando do Corinthians Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Do UOL, em Santos (SP)

18/02/2021 12h13

Resumo da notícia

  • Blogueiros fazem uma previsão do que será do Corinthians na próxima temporada
  • Milton Neves: "Timão tem tudo para voltar a ser o 'Faz-me Rir' do futebol paulista"
  • Juca Kfouri: "O time hoje é a quinta força do Estado, porque é inferior ao Bragantino"
  • Perrone: "Corinthians hoje briga com Red Bull Bragantino pelo posto de quarta força"
  • Lavieri: "É 4ª força e só pode mudar isso em 2021 se Mancini achar encaixe perfeito"

Sem vencer há três rodadas no Campeonato Brasileiro, o Corinthians foi superado pelo Santos na noite de ontem (17), na Vila Belmiro, por 1 a 0, e assim acumulou a sua segunda derrota consecutiva em um momento crucial na busca por uma vaga pela Pré-Libertadores.

Com o resultado, o Corinthians estacionou nos 49 pontos e na décima posição e não depende mais apenas de suas forças para retornar ao principal torneio continental na próxima temporada. O Santos, oitavo, soma 53 pontos, enquanto o Athletico Paranaense, nono colocado, tem 50.

O que dá pra esperar do Corinthians em 2021 após essa temporada decepcionante? O time hoje é a quarta força do Estado? Abordamos essas perguntas com os colunistas do UOL Esporte, sendo que alguns deles foram ainda além: o Timão hoje pode ser considerado até a quinta força. Veja as respostas:

Para falar em "quarta força" é preciso olhar para os outros três. Como será a sequência do trabalho de Abel Ferreira no Palmeiras? Como será o desempenho de São Paulo e Santos com seus novos treinadores? Em 2017, os três viveram ocasos e o Corinthians de Carille sobrou com problemas parecidos. Impossível prever, mas é claro que o cenário hoje parece bem mais complexo.
ANDRÉ ROCHA

O Corinthians é a quarta força e só poderá mudar isso em 2021 se Mancini achar um encaixe perfeito. Isso porque a sequência de péssimas contratações no final da gestão passada comprometeu qualquer possibilidade de bons investimentos para esta temporada.
DANILO LAVIERI

O time hoje é a quinta força do Estado, porque é inferior ao Bragantino. Deve-se esperar para 2021 o mesmo de 2020. Não cair, quem sabe ir mais longe num mata-mata, aliás melhor tentar ir longe na Sul-Americana do que ser eliminado na pré-Libertadores. E se montar time melhor correrá o risco de cruzeirar adiante. A prioridade deve ser arrumar a casa depois do desmonte feito pelos que, por sinal, seguem no poder. Porque o Corinthians não tem sócios, tem cúmplices que elegem e reelegem os cartolas que não têm onde cair mortos e se aproveitam do clube.
JUCA KFOURI

O Palmeiras está um patamar acima. Entre os outros três grandes, não fica claro quem está mais forte que quem. Depende do encaixe, treinador, etc. O Corinthians encontrou certa estabilidade com Mancini e o perigo é a reta final ruim de Brasileiro comprometer o que foi construído. Acho que o lugar do Corinthians no cenário nacional é esse aí: meio de tabela do Brasileiro e pode brigar pelo Estadual.
JULIO GOMES

É clichê, mas o futebol é dinâmico. O Santos, que todos apostavam como quarta força paulista em 2020, chegou à final da Libertadores. São Paulo e Santos, com novos treinadores, são incógnitas para 2021. O Palmeiras mantendo Abel Ferreira sai na frente e o Corinthians precisa de reforços para que Mancini consiga fazer frente aos rivais.
MARCEL RIZZO

No momento, é sim, a quarta força. A tábua de classificação confirma. Mas o time tem bons jogadores na defesa e pode se reconstruir a partir dela. Pode ser campeão paulista e da Sul-americana. Copa do Brasil é mais difícil e o Brasileiro, impossível.
MENON

O Corinthians viveu recentemente as melhores décadas de sua história. Mas, por causa da imensa crise financeira que assombra o Parque São Jorge ultimamente, o Timão tem tudo para voltar a ser o "Faz-me Rir" do futebol paulista. Pode virar até a quinta força, se o Bragantino seguir crescendo.
MILTON NEVES

Na minha opinião, o Corinthians hoje briga com o Red Bull Bragantino pelo posto de quarta força de São Paulo. Pela falta de dinheiro do clube e por causa dos maus tratos contra as categorias de base praticados pelo grupo que está no poder, o corintiano pode esperar sofrimento em 2021. Essa é a tendência.
PERRONE

Acho que 2021 será um ano de reconstrução para o Corinthians e, principalmente, organização financeira. Consequentemente, não dá para se esperar uma performance boa na temporada em termos de resultados e conquistas. O clube precisa pensar em formar uma base melhor para 2023. Nessa temporada 2020, foram contratados muitos jogadores velhos para evitar o rebaixamento e não houve um planejamento adequado. Pelo elenco, Palmeiras e São Paulo estarão bem à frente. Mas coloco o Santos no mesmo patamar do Corinthians.
RODOLFO RODRIGUES

Esse conceito de quarta força é muito dinâmico. O próprio Corinthians há menos de um mês jogava melhor que Santos e São Paulo, então creio que não é um bom parâmetro de avaliação. Em 2021 o clube precisa montar um elenco mais equilibrado no início do ano e ter convicção na escolha do treinador, seja ele Mancini ou não.
RODRIGO COUTINHO

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Corinthians