PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Paulista não tem cláusula que impõe time titular, mas limita uso da base

Felipe Melo ergue a taça de campeão paulista de 2020 para o Palmeiras - THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Felipe Melo ergue a taça de campeão paulista de 2020 para o Palmeiras Imagem: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

18/02/2021 11h26

O regulamento do Campeonato Paulista não impede que os times usem suas equipes reservas, mas tem uma cláusula que limita o uso dos atletas das categorias de base que forem inscritos na lista B. São permitidos que até sete jogadores dessa relação entrem em campo ao mesmo tempo e sem limite para os que estejam no banco.

Veja também: Caboclo responde Abel e diz que não falou com Infantino sobre calendário

O dispositivo evita que uma equipe entre em campo com todo o seu time formado por sub-20, como pedem alguns torcedores em campanhas nas redes sociais.

Até o ano passado, o limite de atletas desse rol era de cinco. A mudança foi um pedido feito pelos clubes e aceita pela Federação Paulista de Futebol. O regulamento é bem diferente do Carioca, que prevê punição para os times que pouparem a partir da 3ª rodada.

Por conta do calendário com a pandemia, sem nenhuma folga para os atletas após o término do Brasileirão, os principais times do Estado estudam como usarão seus elencos para evitar desgaste e lesões. O Palmeiras, por exemplo, tem uma partida do Paulista entre os dois jogos da final da Copa do Brasil. Santos, Corinthians e São Paulo podem ter de disputar a pré-Libertadores no próximo mês.

Para que um atleta possa entrar na lista B do Paulista, ele precisa ser comprovadamente atleta da base, ter no mínimo 16 anos e ter nascido no máximo até 2000, além de já ser registrado há pelo menos um ano pelo clube em questão.

Os times poderão fazer inscrição para essa relação durante todo o campeonato, com algumas datas limites por rodada. Para a estreia, por exemplo, os atletas precisam estar inscritos até o próximo dia 26.

Para a lista A, que terá os principais jogadores, os clubes podem inscrever até 26 pessoas, com a premissa de só substituir um nome em caso de lesão comprovada. Para a estreia, a relação precisa ser registrada na FPF até o dia 22 de fevereiro e atletas podem ser adicionados até o dia 9 de abril. Depois da primeira fase, o regulamento também prevê janelas para que trocas sejam feitas entre os inscritos.