PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Ainda com sintomas da covid, zagueiro Gabriel adia retorno ao Atlético-MG

Gabriel foi o primeiro jogador diagnosticado com o novo coronavírus durante o surto da doença na Cidade do Galo - Pedro Souza/Atlético-MG/Divulgação
Gabriel foi o primeiro jogador diagnosticado com o novo coronavírus durante o surto da doença na Cidade do Galo Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG/Divulgação

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

27/11/2020 12h01

Classificação e Jogos

Cinco jogadores que haviam testado positivo para a covid-19 se apresentaram hoje (27) para reiniciarem os trabalhos na Cidade do Galo. Mas o zagueiro Gabriel, primeiro atleta diagnosticado com a doença no início do surto do novo coronavírus no Atlético-MG, ainda não teve o retorno autorizado.

De acordo com nota emitida pela assessoria de comunicação atleticana, o defensor ainda apresenta sintomas da covid-19 e, por isso, não teve autorização para retornar. Como aconteceu, por exemplo, com goleiro Victor, o lateral-direito Guga, o zagueiro o Réver, o volante Allan e o atacante chileno Eduardo Vargas, que cumpriram isolamento social por dez dias e, autorizados por protocolos sanitários, retornaram hoje (27).

Ainda sobre Gabriel, o comunicado oficial enviado à imprensa diz que o zagueiro terá que cumprir mais quatro dias de isolamento social por ainda apresentar sintomas da doença. Após esse período ele deve ser reintegrado para as atividades.

O diretor médico do Atlético-MG, Rodrigo Lasmar, explicou ontem (26) em entrevista como funciona o protocolo para o retorno dos atletas aos trabalhos.

"Hoje, a recomendação para retornar às atividades, seguindo o protocolo, para aqueles que não tiveram sintomas, são dez dias de isolamento. No 11º dia o indivíduo, no caso o nosso atleta, está liberado a voltar. E nos casos sintomáticos eles precisam no mínimo de dez dias e um prazo depois sem sintomas de 24h, 48h dependendo dos sintomas, para que só depois disso ele volte às atividades", explicou Lasmar à TV Galo.

Quem ainda não voltou?

Diagnosticado com o novo coronavírus enquanto esteve a serviço da seleção do Equador, Allan Franco chegou hoje a Belo Horizonte, e ainda será reavaliado antes de os médicos opinarem pelo seu retorno aos trabalhos na Cidade do Galo.

O volante Jair e o goleiro Everson, que foram diagnosticados com o novo coronavírus antes do jogo com o Ceará, ainda não voltaram aos trabalhos. O garoto Sávio, detectado com a doença durante período de treinos com a seleção brasilera sub-17, retornou na última segunda-feira.

Atlético-MG