PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Mariano cita aprendizado após saída em 2008 e sonha com taça no Atlético-MG

Mariano, lateral direito do Atlético-MG - Bruno Cantini/Atlético-MG
Mariano, lateral direito do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

04/08/2020 09h59

Mariano passou pelo Atlético-MG pela primeira vez em 2008. À época, deixou o clube de forma conturbada por um episódio extracampo. Doze anos mais tarde, ele volta ao clube, revela que a saída da década passada serviu com aprendizado e fala em conquistar títulos pelo clube ao lado de Jorge Sampaoli.

O lateral direito teria fugido da concentração em 2008, antes de um revés para o Palmeiras, em São Paulo. Após o ocorrido, ele foi demitido pelo então diretor de futebol, Alexandre Faria. Na ocasião, não havia um mandatário à frente do clube — Ziza Valadares havia renunciado ao cargo.

"São 12 anos, não vou falar que eu esqueci, porque eu aprendi muito, mas depois do que aconteceu, eu provei, principalmente para mim, que poderia fazer muito melhor do que eu fiz. São quase 12 anos. Se você olhar depois desse fato, a minha carreira foi crescendo. Eu não vejo como uma oportunidade de tentar mudar o que eu fiz. Estou vindo para fazer o meu melhor, para ajudar o Atlético a ser campeão. A minha história pode mostrar o que foi minha vida depois deste fato", disse o jogador.

Passado o problema nos bastidores do Galo, Mariano decolou na carreira. Campeão brasileiro pelo Fluminense, foi à Europa e se destacou em França, Espanha e Turquia. De volta ao Brasil a pedido de Jorge Sampaoli, sonha com títulos na equipe.

"O trabalho do Atlético é para ser campeão, buscar os alvos maiores. Vamos trabalhar bastante para que a gente seja campeão", comentou o lateral direito de 34 anos, que ainda acrescentou:

"Quando ele [Sampaoli] veio para o Brasil, mandei mensagem para ele. Dei os parabéns pelo trabalho que foi feito no Santos. Eu acompanhava muito o futebol brasileiro. Vi o trabalho que ele estava fazendo no Santos. Ele sabia que estava com o contrato acabando no Galatrasaray. Só não voltaria se não tivesse uma oferta muito grande lá fora. A minha família queria voltar para o Brasil. Nós nos acertamos após o fim do contrato no Galatasaray, que não veio com oferta para renovar o meu contrato. Eu já falei para ele: 'professor, a hora que você me chamar e, se for possível, vamos trabalhar juntos novamente'", concluiu.

Em sua volta à Cidade do Galo, Mariano assina contrato de duas temporadas — até dezembro de 2022 — com o clube. O atleta aceitou receber um salário de um terço no retorno ao Brasil.

Atlético-MG