PUBLICIDADE
Topo

Reservas e sub-23 pedem passagem, e Flu terá mudanças para o Brasileirão

Destaques em vitória sobre o Botafogo, Miguel e Michel Araújo "pedem passagem" no Fluminense - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Destaques em vitória sobre o Botafogo, Miguel e Michel Araújo 'pedem passagem' no Fluminense Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

28/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

A avaliação no elenco do Fluminense segue e mudanças serão feitas para este segundo semestre. O Tricolor que disputará o Brasileirão e a Copa do Brasil será diferente, com mais chances para jovens. A comissão técnica e a diretoria irão respeitar o processo de amadurecimento, e alguns nomes do elenco devem deixar as Laranjeiras

O amistoso contra o Botafogo serviu para Odair Hellmann observar com atenção algumas novas opções no elenco. Se o esquema com três volantes mostrou dificuldades para propor jogo contra uma equipe tecnicamente mais fraca mas bem organizada, assim que tornou o time mais ofensivo, o técnico colheu os frutos das boas mexidas.

Em busca de maior equilíbrio na equipe, o técnico ainda não conseguiu acertar a parte ofensiva. Após a paralisação dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus, Nenê não repete as boas atuações do começo da temporada, e Marcos Paulo não funciona na função de ponteiro que costuma ter na equipe. É se aproximando de Evanílson, por dentro, entretanto, que o camisa 11 faz a diferença com a capacidade técnica acima da média que possui.

Com Miguel e Michel Araújo nas vagas de Nenê e Marcos Paulo, que estavam isolados nas pontas, o time cresceu. A revelação de 17 anos começou bem 2020, mas, depois, viu suas oportunidades diminuírem. Já o uruguaio recebeu cuidados especiais do treinador desde o início, e começa a desabrochar.

A dupla mostra não só velocidade, mas dinamismo. E não só pela "correria", mas por ter quem os fizesse aproveitar os espaços: com mais minutos e em um jogo sem pressão, Paulo Henrique Ganso voltou a jogar bem.

Ganso abraça Miguel, Araújo e Calegari; camisa 10 e jovens tornaram Fluminense mais veloz - Lucas Merçon/Fluminense FC - Lucas Merçon/Fluminense FC
Ganso abraça Miguel, Araújo e Calegari; camisa 10 e jovens tornaram Fluminense mais veloz
Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Apesar do pouco tempo em campo, o trio coloca uma pulga atrás da orelha de Odair, que tem mais opções para montar a equipe. Para o segundo amistoso com o Alvinegro, ele terá os retornos do lateral direito Gilberto — na posição onde o jovem Calegari, improvisado, mostrou que será opção de qualidade para o restante da temporada — e do ponta Wellington Silva.

Por outro lado, outras peças já foram informadas que não fazem parte dos planos: os atacantes Matheus Alessandro, Pablo Dyego e Felippe Cardoso foram avisados pela comissão técnica que não terão chances e devem mudar de ares.

Outro caso é o do lateral esquerdo Orinho, que pode ser preterido se Marlon for aproveitado após empréstimo ao Boavista, de Portugal. O reserva tem contrato até o fim de 2020 e não deve ter o vínculo renovado nem até o final do Brasileirão, em fevereiro de 2021.

Boa atuação do sub-23 valerá chances a destaques

Destaques nos treinos com os profissionais, o volante André e o meia-atacante Luiz Henrique foram muito bem. Atuando na ponta-direita, o jovem de 19 anos marcou um belo gol.

Ambos já haviam sido relacionados nas finais do Campeonato Carioca e terão mais chances no segundo semestre.

Além deles, o lateral esquerdo Guilherme pode acabar tendo chances entre os profissionais, por conta da situação em aberto na sua posição. Destro, ele atua dos dois lados.

Na direita, não fosse a situação contratual, Daniel Lima, o Dani Bolt, também receberia chances. Mas seu empresário Ulisses Jorge, com conexões em Portugal, afirmou que não renovará seu contrato com o Flu, o que fez o jogador ser afastado.

O zagueiro Luan, que não atuou contra o Botafogo por conta de uma lesão muscular, agrada muito a comissão técnica. Com Luccas Claro e Matheus Ferraz com contrato apenas até o fim do ano, o jovem é "azarão" no setor para receber chances ainda em 2020.

Fluminense