PUBLICIDADE
Topo

Atuação na volta do Mineiro expõe necessidade por camisa 9 no Atlético-MG

Marrony foi escalado como centroavante do Atlético-MG, mas não rendeu na posição - Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético-MG
Marrony foi escalado como centroavante do Atlético-MG, mas não rendeu na posição Imagem: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

27/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Atlético-MG sente falta de um centroavante de ofício no elenco. Sem Diego Tardelli, lesionado, Jorge Sampaoli não conta com alguém de confiança para a função. Não à toa pretende reforçar o setor no mercado da bola. No empate por 1 a 1 com o América-MG, na tarde de ontem, a ausência de um nome para a posição ficou exposta com a atuação de Marrony, que costuma atuar pelos lados.

O atacante encontrou dificuldades para concluir as jogadas. Na melhor oportunidade que teve em campo, um cruzamento feito por Savarino na segunda etapa, finalizou em cima do goleiro Airton, do América. O jogador foi elogiado por Jorge Sampaoli ao fim do confronto. O treinador, contudo, deixou claro que não tem tantas opções para a função.

"Ele [Marrony] pode jogar como centroavante ou pelo lado [do campo]. Hoje, temos poucas opções no ataque. Então, ele pode atuar nas duas [posições]", afirmou o técnico.

Marrony se destacou pelo Vasco jogando pelo lado dos gramados, mais especificamente na ponta esquerda. No primeiro jogo com as cores do Galo, o atleta foi improvisado como centroavante. No entanto, não rendeu na criação de jogadas.

O desempenho não é o motivo pelo qual o clube busca um camisa 9 no mercado da bola, mas ilustra a procura liderada pelo diretor de futebol Alexandre Mattos. Há o interesse do departamento de futebol em um nome para o setor nos próximos dias. Além de Nahuel Bustos, que defende o Talleres, da Argentina, o brasileiro Eduardo Sasha, em litígio com o Santos, é um nome que agrada.

Hoje, além de Marrony, que se tornou uma opção para a camisa 9, Jorge Sampaoli conta com Bruno Silva. O garoto, porém, faz um trabalho físico à parte na Cidade do Galo para melhorar o condicionamento e voltar a atuar em 2020. Diego Tardelli, que seria outra opção, se recupera de cirurgia no tornozelo direito.

Atlético-MG