PUBLICIDADE
Topo

Incertezas por Guarín e Raul podem gerar espaço a jovens volantes no Vasco

Fredy Guarín, do Vasco -  Thiago Ribeiro/AGIF
Fredy Guarín, do Vasco Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

11/07/2020 04h00

As indefinições quanto ao futuro dos volantes Fredy Guarín e Raul podem mudar alguns planos da diretoria do Vasco para o Campeonato Brasileiro e gerar mais espaço a jovens do elenco. A cúpula analisa as respectivas situações e adota cautela, mas avalia os próximos passos para que o Cruz-Maltino possa retomar a temporada sem lacunas no grupo.

Guarín embarcou ontem (10) para a Colômbia, onde vai tentar resolver alguns problemas pessoais. Após este período no país natal, a intenção inicial é retornar a São Januário. A questão é que ainda não há prazo definido. Em uma transmissão ao vivo em uma rede social, na noite da última quinta-feira, ele disse: "Eu vou, mas volto. Não é um adeus, é um até logo".

A diretoria conversa com o jogador já há alguns dias para tentar contornar a situação da melhor forma, mas a dúvida causa pressão, uma vez que tanto a cúpula quanto a comissão técnica precisam saber se vão poder contar com ele e qual o planejamento seguir.

O volante chegou ao Vasco no ano passado e, no início de 2020, renovou por mais duas temporadas. Ele é considerado uma das peças da espinha-dorsal da equipe, mas atuou em apenas três partidas esse ano.

Companheiro de posição, Raul também tem futuro incerto. O jogador tem contrato até o fim do ano e há o interesse por uma renovação, mas as conversas estão emperradas por conta de promessas que não foram cumpridas pela cúpula em relação a valores relacionados ao atual vínculo. Em meio a isso tudo, uma despedida não está descartada, uma vez que o jogador estaria na mira de alguns clubes.

Enquanto isso, Bruno Gomes e Juninho se tornam opções ao técnico Ramon Menezes e podem ganhar mais espaço. Bruno Gomes, que está no elenco principal desde a última temporada, atuou em cinco partidas em 2020. Já Juninho, era bastante utilizado pelo então técnico Abel Braga, e atuou em 18 oportunidades.

Andrey, outra cria da base, vem sendo titular e parece ganhar ainda mais confiança da comissão técnica para o restante da temporada.

Vasco