PUBLICIDADE
Topo

Em live, Guarín faz mistério sobre futuro no Vasco: "eu vou, mas volto"

Colombiano Fredy Guarín se encantou pelo Vasco, renovou contrato por dois anos e ganhou funk - Rafael Ribeiro / Vasco
Colombiano Fredy Guarín se encantou pelo Vasco, renovou contrato por dois anos e ganhou funk Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

09/07/2020 23h59

O volante colombiano Fredy Guarín, durante uma transmissão ao vivo em uma rede social na noite de hoje (9), fez mistério em relação ao futuro no Vasco. O jogador, que enfrenta problemas pessoais e tem permanência em São Januário incerta, indicou: "eu vou, mas volto".

Em vídeo divulgado na internet, Guarín aparece ao lado de MC Darlan, funkeiro com diversas composições em alusão ao Cruz-Maltino. Ao fundo, uma adaptação de "Eu Não Vou Embora / Baile da Colômbia", de Anitta e MC G15, feita para o jogador: "Eu não vou embora / São Januário virou minha casa agora".

MC Darlan, então, questiona, olhando para a câmera: "Pegou a visão da letra, né?"

Logo depois, Guarín fala: "De coração, eu vou, mas eu volto. É um até logo, nunca um adeus".

"Até logo, tá? São Januário é sua casa", completa MC Darlan.

Muitos torcedores interpretaram o vídeo já como uma despedida e lamentaram a saída do jogador.

Passando por algumas questões pessoais, Guarín não vem realizando os treinamentos com o restante do elenco e o Vasco busca contornar a situação da melhor forma.

O colombiano teve uma separação de casamento recente. Anteriormente, além da esposa, vivia com o filho mais novo no Rio de Janeiro, algo que o deixou abatido.

Outro ponto que influenciou em seu estado de espírito foi a pandemia do coronavírus. No início do ano, após longa negociação, decidiu renovar com o Vasco "por amor". Feliz com o carinho que recebeu da torcida, fez uma tatuagem da cruz de malta no braço esquerdo.

Porém, em seguida, veio a paralisação do futebol e o isolamento social, algo que frustrou a experiência que o havia encantado, principalmente porque ainda não há uma previsão de retomada de público de forma totalitária aos estádios. A diretoria entendeu a situação e permitiu que Guarín passasse um tempo na Colômbia perto de amigos e parentes.

Recentemente, o técnico Ramon Menezes deixou claro que conta com ele, mas ressaltou que o colombiano precisa estar no Vasco "de corpo e alma":

"Da qualidade e da importância do Guarín eu acho que não preciso nem falar. Mas ele tem que estar de corpo e alma aqui no Vasco. Trabalhar e recuperar a parte física, porque a parte técnica ele tem de sobra. A gente conta com ele".

Vasco