PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG propõe parcelar acordo com Ricardo Oliveira, mas dívida emperra

Ricardo Oliveira, jogador do Atlético-MG, aguarda recebimento de atrasados para fazer acordo com o clube - Bruno Cantini/Atlético-MG
Ricardo Oliveira, jogador do Atlético-MG, aguarda recebimento de atrasados para fazer acordo com o clube Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

24/06/2020 16h21

A negociação para o Atlético-MG rescindir o contrato de Ricardo Oliveira segue travada. O clube propôs o parcelamento em três anos da dívida com o atleta, incluindo o débito do passado e futuros salários. O centroavante, contudo, só aceita costurar um acordo se receber os atrasados.

Hoje, o Galo deve ao antigo dono da camisa 9 três vencimentos na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e cinco meses de direitos de imagem. Os números incluem até maio, o qual deveria ser pago no início de junho.

Fora dos planos de Jorge Sampaoli, o atacante está em Belo Horizonte e faz um trabalho à parte por conta própria. Ele foi proibido pela diretoria de usar a Cidade do Galo como local de treino no período em que está afastado. Os outros preteridos pelo técnico argentino também estão impossibilitados de utilizar as dependências do clube por determinação da cúpula.

Ricardo Oliveira chegou à capital mineira na semana passada a fim de resolver questões particulares e decidiu permanecer na cidade para chegar a um acordo com o Galo. O jogador tem vínculo com o clube até o fim de 2020 e, conforme a Lei Pelé, tem direito a receber a totalidade do valor estipulado em contrato por causa de sua rescisão. Ele tenta um acordo com os mineiros. O diretor de futebol Alexandre Mattos é o responsável por negociar com o atleta.

A informação sobre o impasse na tentativa de rescisão de Ricardo Oliveira com o Atlético-MG foi noticiada pela Gazeta Esportiva e confirmado pelo UOL Esporte.

Atlético-MG