PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG negocia para rescindir com Franco Di Santo e Ricardo Oliveira

Ricardo Oliveira negocia rescisão com a diretoria do Atlético-MG no mercado da bola - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Ricardo Oliveira negocia rescisão com a diretoria do Atlético-MG no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

26/05/2020 14h10

O Atlético-MG conversa para rescindir os contratos de outros dois jogadores liberados por Jorge Sampaoli na volta aos treinos em meio à pandemia do novo coronavírus. Ricardo Oliveira e Franco Di Santo estão fora dos planos e podem ter os vínculos quebrados no mercado da bola.

Ambos têm compromisso na Cidade do Galo até dezembro de 2020. A diretoria crê que a melhor forma é fazer um acordo amigável com a dupla para que não haja novos problemas jurídicos no futuro. As saídas são negociadas entre o diretor de futebol Alexandre Mattos e os representantes dos centroavantes.

Embora tenham jogado na equipe titular diante do Villa Nova, estreia de Jorge Sampaoli, os atacantes Franco Di Santo e Ricardo Oliveira foram comunicados durante a paralisação das atividades que não permaneceriam em Belo Horizonte.

Franco Di Santo não permanecerá na Cidade do Galo em 2020 - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Franco Di Santo não permanecerá na Cidade do Galo em 2020
Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

A informação sobre a situação contratual da dupla foi adiantada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte com fontes ligadas ao clube e a um dos jogadores.

Além dos dois jogadores, o Galo também tenta a rescisão contratual de Lucas Cândido. O jogador tem contrato até o fim de 2021 e está fora dos planos da comissão técnica de Jorge Sampaoli.

Os outros afastados pelo técnico argentino — Lucas Hernández, Ramón Martínez, Zé Welison, Edinho, Mansur e Clayton — ainda não definiram uma forma de saída do Atlético.

Atlético-MG