PUBLICIDADE
Topo

Estafe de Sampaoli nega assédio do Atlético-MG sobre jogadores do Santos

Jorge Sampaoli, treinador do Atlético-MG, descarta que tenha assediado jogadores do Santos no mercado da bola - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Jorge Sampaoli, treinador do Atlético-MG, descarta que tenha assediado jogadores do Santos no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

14/04/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O estafe de Jorge Sampaoli nega que o técnico tenha procurado jogadores que trabalhem no Santos para levá-los ao Atlético-MG no mercado da bola
  • O presidente José Carlos Peres foi quem falou sobre o fato. O UOL Esporte procurou um membro do estafe do técnico a fim de tentar uma resposta
  • Ao ser questionado, o integrante do grupo que trabalha com o argentino informou que "não houve contato, mas há jogadores que o interessam"
  • A reportagem adiantou que Everson, Veríssimo, Carlos Sánchez e Eduardo Sasha estavam na lista apresentada pelo treinador ao departamento de futebol

O estafe de Jorge Sampaoli nega que o técnico tenha procurado jogadores que trabalhem no Santos para levá-los ao Atlético-MG, seu novo clube, no mercado da bola. O presidente José Carlos Peres foi quem falou sobre o fato em recente entrevista.

O UOL Esporte procurou um membro do estafe do técnico a fim de tentar uma resposta. Ao ser questionado, o integrante do grupo que trabalha com o argentino informou que "não houve contato, mas há jogadores que o interessam" na Vila Belmiro. Após a publicação deste texto, o estafe de Sampaoli voltou a se manifestar sobre a declaração de Peres por meio de comunicado oficial: "Com base no que foi dito, queremos deixar uma mensagem clara: Jorge Sampaoli não falou com nenhum jogador do Santos para que vá jogar no Atlético Mineiro. É uma grande mentira do presidente Peres".

A reportagem já havia adiantado que Carlos Sánchez e Eduardo Sasha estavam na lista apresentada pelo treinador ao departamento de futebol do Galo antes da assinatura do contrato, no início de março. O zagueiro Lucas Veríssimo e o goleiro Everson também aparecem entre os prováveis reforços. Mesmo que haja desejo em contar com os ex-comandados, Sampaoli nega que houve contato direto com os jogadores.

Em entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola no YouTube, o mandatário santista disse que o treinador teria assediado os jogadores de seu elenco.

"A única certeza que eu tenho é que ele ligou para o Diego Pituca, para o Veríssimo, Sasha, Marinho, Soteldo... Para todo mundo. Tenho a informação que ele até ligou para outros jogadores, mas o Pituca deu até uma entrevista falando disso, e que não pensava em sair do Santos", comentou.

Antes mesmo de contratar Jorge Sampaoli, o Atlético-MG já havia tentado, no início do ano, a contratação do atacante venezuelano Yeferson Soteldo. Houve uma proposta de R$ 51 milhões, mas o Santos recusou o negócio à época.

Atlético-MG