PUBLICIDADE
Topo

Ex-São Paulo, Maicon diz que clube precisa de títulos e elogia Jorge Jesus

Zagueiro Maicon, ex-São Paulo, no Fox Sports Rádio - Reprodução/Fox Sports
Zagueiro Maicon, ex-São Paulo, no Fox Sports Rádio Imagem: Reprodução/Fox Sports

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/04/2020 15h27

Atualmente no Al-Nasr, da Arábia Saudita, o zagueiro Maicon acredita que o São Paulo, seu ex-clube, precisa encerrar o jejum de títulos o quanto antes. Convidado do Fox Sports Rádio desta segunda-feira, o jogador elogiou a estrutura do Tricolor, que tem como última conquista a Copa Sul-Americana de 2012, mas admitiu que faltam resultados.

"O São Paulo tem toda a estrutura, tem montado elencos bons. Faltam resultados. Acho que, independentemente do elenco, da qualidade, do que o clube proporciona para os jogadores, é resultado. Acho que o São Paulo precisa ganhar um título urgente, para que essa fase ruim passe. O São Paulo não merece estar nessa situação, é um clube grandíssimo, tem profissionais de altíssima qualidade. É um clube que vem trabalhando, construindo, tentando, mas, na hora H, não está conseguindo", afirmou o zagueiro, que colocou o Tricolor como prioridade em caso de retorno ao futebol brasileiro:

"Claro que, hoje, se voltasse ao Brasil, o São Paulo seria a minha primeira opção, porque é um clube que eu me identifiquei muito e tenho muito carinho. Pessoalmente, a minha primeira opção, se fosse para voltar ao Brasil, sem dúvida nenhuma é o São Paulo".

Maicon aproveitou para elogiar seu companheiro de zaga no Tricolor, atualmente no Flamengo, Rodrigo Caio. Recordando o 'fair play' do zagueiro no clássico contra o Corinthians, em 2017, o jogador do Al-Nasr colocou o ex-companheiro como melhor da posição no futebol brasileiro:

"O Rodrigo Caio é um baita zagueiro, foi um dos zagueiros que mais me entendi jogado ao lado. É um cara inteligente, rápido, tecnicamente muito evoluído. Todos nós sabíamos que o Rodrigo Caio, uma hora ou outra, daria a volta por cima. Eu tenho certeza absoluta que ele é o melhor zagueiro do futebol brasileiro".

Com passagem pelo futebol português, onde defendeu o Porto, Maicon falou sobre os desempenhos dos técnicos Jesualdo Ferreira e Jorge Jesus no Brasil. Tendo trabalhado apenas com o treinador do Santos, seu 'pai português', o jogador destacou o bom início do Peixe na Libertadores, assim como a qualidade de Jesualdo.

"Quem me levou para o Porto foi o Jesualdo Ferreira. Eu brinco com os meus amigos que é o meu papai, meu pai português. Foi um cara que me deu oportunidade para o futebol, para a vitrine. Gosto muito dele, conheço muito bem ele, conheço muito o método de trabalho dele, é um grande profissional", recordou o zagueiro, que completou:

"Ele não começou tão bem o Paulista, mas a Libertadores, que também é uma competição muito difícil, ele começou bem. A equipe do Santos não está tendo aquela grande exibição, mas acredito que, ao decorrer dos campeonatos, as coisas podem melhorar. Nós, brasileiros, estamos acostumados a um resultado imediato. O europeu está acostumado ao resultado tempo ao tempo. (...) Eu acredito que o Jesualdo tem tudo para dar a volta por cima, mas é aquela situação, no futebol, não basta você ser bom, você precisa de resultados. Se os resultados não chegarem, você não consegue permanecer no seu trabalho".

Em relação a Jorge Jesus, conhecido em Portugal como 'Messi das táticas', Maicon elogiou o início de trabalho do treinador no Flamengo. Além da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, J. Jesus conquistou, até o momento, a Recopa Sul-Americana, a Supercopa do Brasil e a Taça Guanabara.

"Eu conheço o Jesus só de jogar contra. Um grandíssimo treinador, não é a toa que fez um excelente trabalho no Brasil. Quando ele estava para ir para o Brasil, me perguntaram sobre o Jesus e, em Portugal, a gente conhecia muito o Jesus como Messi das táticas, porque é um cara taticamente perfeito. É um grande profissional, um grande treinador... E eu acredito que, se o Flamengo conseguir manter ele aí, o Flamengo vai continuar numa grande sequência de títulos", avaliou.

E o Cruzeiro?

Também com passagem pelo Cruzeiro, Maicon falou sobre o atual momento do clube, que disputará a Série B do Campeonato Brasileiro. Colocando a saída de Rógerio Ceni como 'grande erro' da Raposa na temporada passada, o zagueiro torce para o clube voltar à elite do futebol nacional em 2021.

"O grande erro do Cruzeiro naquela altura foi a dispensa do Rogério Ceni. Naquela altura, o Cruzeiro precisava de uma pessoa que fosse pulso firme, e o Rogério era. O grande erro do Cruzeiro foi ter mandado o Rogério Ceni embora naquela altura, porque eu acho que Cruzeiro tinha totais chances, e um elenco, para dar a reviravolta no Campeonato Brasileiro", opinou Maicon, que seguiu:

"Eu torço muito para que essa situação do Cruzeiro venha a se resolver o mais rápido possível e que eles consigam voltar ano que vem para a elite".

UOL Esporte vê TV