PUBLICIDADE
Topo

Mauro compara Moro nos casos Ronaldinho e Robson: "não há o mesmo empenho"

Do UOL, em São Paulo

24/03/2020 04h00

No último fim de semana o programa "Esporte Espetacular", da TV Globo, exibiu reportagem sobre a situação do brasileiro Robson Oliveira, que foi contratado pelo jogador de futebol Fernando, quando este jogava no Spartak Moscou. O ex-motorista foi preso, no ano passado, ao desembarcar na Rússia por carregar na bagagem da família do atleta remédios que são proibidos no país, que seriam de uso do sogro de ex-jogador do Grêmio.

Robson aguarda por uma decisão da Justiça russa e ainda espera por ajuda de Fernando para deixar a prisão e, enfim, retornar ao Brasil. Durante o Posse de Bola #25, o jornalista Mauro Cezar Pereira aborda a situação e compara a atuação do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na tentativa de ajudar Ronaldinho Gaúcho, detido no Paraguai por portar passaporte falso, assim como Assis, irmão do ex-atleta do Barcelona.

"Não surpreende o ministro Sérgio Moro ter demonstrado todo o empenho em procurar os paraguaios para tentar de alguma maneira ajudar o Ronaldinho, e na reportagem da Gabriela Moreira, que foi exibida ontem [domingo] na TV Globo. Ele perguntado sobre o caso do Robson, aquele brasileiro que foi contratado pelo Fernando, jogador de futebol que atuava na Rússia e foi para a China, esse rapaz está preso há mais de um ano (...), o Moro não foi ajudar esse cara, embora seja um caso de grande repercussão", opina Mauro Cezar (trecho disponível a partir de 1:03:55 no vídeo acima).

Mauro Cezar critica a frieza de Fernando e dos familiares no caso e também a resposta do ministro da Justiça quando questionado sobre a possibilidade de atuar no caso.

"Um caso que choca a todos, até pela frieza dos familiares do Fernando e do próprio atleta, que deixaram o rapaz ali abandonado e, quando perguntado na matéria da Gabriela a respeito disso, a resposta dele foi extremamente vazia. Ou seja, para tentar socorrer um astro de futebol, ou um ex-astro, sei lá, que se envolve numa trapalhada de uma forma inexplicável até, há um esforço. Agora, para ajudar um brasileiro que foi enganado por outro brasileiro e sua família e que está lá pagando por algo que não fez, não há o mesmo empenho", critica o jornalista.

Outro político questionado por Mauro Cezar é o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que não atuou para auxiliar o brasileiro que está preso na Rússia.

"O Rodrigo Maia, que é o presidente da Câmara, já poderia ter enviado um documento pedindo às autoridades russas que analisassem o caso do Robson para que ele possa, mesmo que condenado, cumprir a pena no Brasil e voltar ao país. E até agora essa carta não foi assinada. Eu tenho acompanhado bastante esse caso, falado com o advogado do Robson. Na semana passada, inclusive, eu questionei o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e ele não respondeu a respeito dessa situação", aponta Mauro.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol