PUBLICIDADE
Topo

Egídio tem bom começo no Fluminense e ganha espaço no elenco de Odair

Egídio chegou ao Fluminense para ocupar vaga deixada por Caio Henrique, destaque de 2019 - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Egídio chegou ao Fluminense para ocupar vaga deixada por Caio Henrique, destaque de 2019 Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

22/03/2020 04h00

Egídio chegou ao Fluminense envolto à desconfiança e para ocupar vaga de Caio Henrique, jogador que foi um dos destaques do time das Laranjeiras na última temporada e virou xodó. Porém, até aqui, com boas atuações, não tem permitido que a lateral esquerda seja motivo de saudade da torcida tricolor.

Emprestado por um ano pelo Atlético de Madrid, da Espanha, o até então meia Caio Henrique foi usado na ala esquerda e acabou virando uma das peças-chave da equipe. Atuando pelo setor ele, inclusive, foi convocado para seleção de base.

A indefinição em relação ao futuro de Caio Henrique, diante dos obstáculos apontados durante a negociação, fez o Tricolor ir ao mercado. O nome de Arana, ex-Corinthians, chegou a estar na mesa, mas não foi à frente e o clube acertou com Egídio, a pedido do técnico Odair Hellmann.

O jogador tinha acabado de estar no elenco do Cruzeiro rebaixado à Série B do Brasileiro. Soma-se a isso, o fato de Egídio ter um passo rubro-negro, uma vez que foi criado nas categorias de base do rival Flamengo.

Mas o camisa 6, um dos mais experientes do atual elenco do Flu, conseguiu ganhar espaço e, ao que tudo indica, vem agradando o técnico Odair Hellmann. Foram 11 partidas em 2020 até aqui, todas como titular.

"[Egídio e Henrique] São experientes e vão nos ajudar, junto com Nenê, Ganso? Temos muitos jovens que precisam dessa casca, da cobrança para saber qual é o caminho. Sabem conversar com um menino. Queremos essa mescla o mais rápido possível", disse Odair, à véspera da estreia de Egídio, contra o Bangu.

Em números, no Campeonato Carioca, o lateral-esquerdo tem duas assistências em cinco jogos, tendo média de 0,4, sendo um dos melhores do time, ao lado de Miguel. Além disso, tem a terceira melhor média de passe certo da equipe, atrás de Hudson e Gilberto. Já na Copa do Brasil, é o que mais tem passe certo na equipe, com 163, além de ser o líder de posse de bola e o terceiro em desarmes.

"Cavada" por Fred?

Amigo do atacante Fred dos tempos de Cruzeiro, Egídio, sempre que tem oportunidade, faz elogios ao ex-companheiro e "cava" o retorno dele ao Fluminense.

A volta do jogador é um sonho antigo da diretoria, mas as negociações se arrastam por conta de algumas questões ainda entre Fred e o clube mineiro. A pandemia de coronavírus, inclusive, pode atrasar as negociações.

"O Don [apelido de Fred] tem história aqui. Deixou legado muito bom, com títulos. Eu tenho falado com ele todos os dias. E o que tenho passado são só coisas boas que tem no ambiente, no clube. Ele conhece muito os funcionários aqui. Os funcionários adoram ele, ele adora os funcionários. Ele ama esse clube e tem muita vontade de voltar. Falou que precisa resolver detalhes com o Cruzeiro. O presidente mostrou que tem interesse na volta dele. Esperamos que dê tudo certo, que ele volte e que seja aquele Fred que foi no Fluminense. Ficarei na torcida para que ele volte e ajude da melhor forma possível", disse Egídio, na chegada ao Tricolor.

Fluminense