PUBLICIDADE
Topo

Com Carioca às cegas, presidente do Fla diz que 'não há briga' com Globo

Elenco do Flamengo celebra conquista da Taça Guanabara - Caio Blois / UOL Esporte
Elenco do Flamengo celebra conquista da Taça Guanabara Imagem: Caio Blois / UOL Esporte

Alexandre Araújo e Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

22/02/2020 21h23

Em meio à celebração pela conquista da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, afirmou que não há briga entre o clube e a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do Estadual. Mas os jogos do time de Jorge Jesus seguem sem transmissões, às cegas, quando o assunto é o Estadual.

Como em oportunidade anterior, o mandatário apontou a "qualidade do espetáculo" que, segundo ele, o Flamengo está apresentando e voltou a afirmar que a diretoria está aberta a propostas.

"Não existe briga com a TV. A Globo é nossa maior parceira nos últimos anos. Vão passar jogos do Flamengo na TV. Temos uma discussão comercial, o Flamengo deixou claro desde o ano passado, mas os valores não são justos para a audiência que temos, além do futebol que estamos apresentando. Qualquer jogo do Carioca, o Flamengo traz 60 mil pessoas. É a demonstração da qualidade do espetáculo. Naturalmente temos a expectativa de ter uma receita maior de televisão porque proporcionamos um espetáculo acima dos outros. O Flamengo estará sempre aberto", disse o mandatário.

Em um outro momento, Landim revelou que Flamengo e Globo tiveram nove encontros para discutir tal assunto, mas não houve um denominador comum: "Essa é uma discussão que estamos tendo com a Globo desde o ano passado. Foram nove reuniões ao longo desse tempo e não se chegou a nenhum acordo. A medida que isso vai passando, fica cada vez mais difícil. Não estamos fechados às propostas, mas se vier algo, vamos analisar. Até hoje não veio nenhuma diferente da feita para os outros grandes".

Recentemente, Flamengo e Globo tiveram um embate. O Rubro-Negro, por meio de uma nota oficial, rebateu a um comentário feito pelo apresentador Fausto Silva - que fez críticas à diretoria quando o incêndio do Ninho do Urubu completou um ano. No documento, o clube apontou que "tamanha agressividade tem como pano de fundo interesses comerciais não atendidos".

Posteriormente, a Globo respondeu ao Flamengo e garantiu que "não mistura jornalismo e negócios".

Flamengo