PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Apreensivo, 'Gabigol da torcida' faz promessa por 'fico' do camisa 9 no Fla

Jeferson Sales, sósia de Gabigol: Galvão Bueno o chamou de "Gabigordo", mas ele prefere "Gabigol da Torcida" - Reprodução/Instagram
Jeferson Sales, sósia de Gabigol: Galvão Bueno o chamou de "Gabigordo", mas ele prefere "Gabigol da Torcida" Imagem: Reprodução/Instagram

Alexandre Araújo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

04/01/2020 04h00

A torcida do Flamengo acompanha, apreensiva, as negociações para a permanência do atacante Gabigol, que estava emprestado pela Inter de Milão, da Itália, até o último dia 31. Porém, dentre os diversos rubro-negros, um em especial está preocupado quanto ao desfecho das tratativas: Jeferson Sales, o 'Gabigol da Torcida'.

Depois de se tornar sósia do camisa 9 do Flamengo e 'suar a camisa' para acompanhar as mudanças de visual do jogador no decorrer da temporada, Jeferson, agora, faz uma promessa para caso Gabigol fique na Gávea.

"Estou na expectativa que ele renove. Não só eu, mas toda a nação, pois ele teve uma excelente atuação no Mengão, virou ídolo e rei da América do Sul. Estou o dia inteiro olhando as redes sociais, louco para ver a simples palavra que fará alegria de toda a nação: 'Renovou'. E se ele renovar, vou fazer a tatuagem da taça da Libertadores em minha coxa, igual à que ele tem", disse.

Gabigol, atacante do Flamengo, tatuou taça da Libertadores na coxa direita - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Imagem: Reprodução Instagram

A brincadeira de ir aos estádios fantasiado de Gabigol começou ainda em abril, no duelo entre Flamengo e San José, da Bolívia, no Maracanã, pela fase de grupos da Libertadores. Desde então, incorporou o personagem e acompanhou a caminhada do time rubro-negro na vitoriosa temporada. Além disso, idealizou um time de sósias, que contou com algumas 'cópias' do elenco profissional, como Bruno Henrique, Pará, Diego, Filipe Luis e até mesmo com o técnico Jorge Jesus.

No começo de dezembro, poucos dias após a final da Libertadores, Gabigol eternizou a conquista da Libertadores com uma tatuagem na coxa direita. O camisa 9 foi o autor dos dois gols da equipe rubro-negra na virada sobre o River Plate, da Argentina, na decisão do torneio.

Flamengo