Topo

Futebol


Deslizes, multa, reserva e nova chance: o mês de Cazares no Atlético-MG

Juan Cazares volta a ser titular do Atlético-MG diante do Flamengo - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Juan Cazares volta a ser titular do Atlético-MG diante do Flamengo Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

10/10/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Cazares foi acusado de agressão por duas mulheres após confraternização em sua residência
  • Camisa 10 atrasou por mais de uma hora e vinte minutos a treino comandado por Rodrigo Santana
  • Rui Costa confirmou multa a Cazares por conta dos problemas extracampo e puxou a orelha do craque
  • Meia-atacante foi protagonista em eliminação para o Colón (ARG) na Sul-Americana ao perder pênalti decisivo
  • Jogador virou reserva em esquema do Atlético-MG com três zagueiros, mas será titular contra o Flamengo

Juan Cazares será novamente titular do Atlético-MG diante do Flamengo, na noite de hoje, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. O equatoriano volta à equipe depois de um mês intenso na Cidade do Galo. O dono da camisa 10 viveu de tudo, com deslizes extracampo. Foi de multa por atraso em treino a protagonista em queda na Sul-Americana, passando até por personagem de boletim de ocorrência.

Na tarde de ontem, às vésperas do jogo que acontece no Maracanã, o meia-atacante falou pela primeira vez sobre a sua vida no clube depois de todo o ocorrido. Assunto não faltaria.

O UOL relembra os episódios que colocaram o craque equatoriano em pauta nos últimos meses:

Acusação de agressão

Logo depois da derrota para o Botafogo por 2 a 1, no Rio de Janeiro, Cazares voltou a Belo Horizonte com o restante do elenco. Na capital mineira, fez uma confraternização em sua residência ao lado de amigos. O problema é que duas mulheres acusaram o craque de agressão na ocasião. Ele nega e rebateu as acusações alegando extorsão. O problema culminou na publicação de um boletim de ocorrência.

Atraso em treino

Uma semana mais tarde, às vésperas do jogo contra o Internacional, Cazares chegou ao treino do Atlético por mais de uma hora e 20 minutos atrasado. O equatoriano fez um trabalho interno na academia da Cidade do Galo. Na ocasião, foi punido com a reserva para o duelo diante do time gaúcho. O atleta, inclusive, falou sobre o tema em entrevista coletiva:

"Essas coisas são entre ele [Rodrigo Santana] e eu. Isso acontece. Quem na vida não chegou tarde em algum lugar? Eu dormi e cheguei 20 minutos atrasado, mas falaram uma hora e 20. Eu fiz esteira lá dentro, mas foi normal: ele falou comigo. É ter respeito com meus companheiros também. Estamos tranquilos, graças a Deus, estamos bem", declarou.

Multa por problemas extracampo

Os problemas extracampo fizeram a diretoria multar Juan Cazares por causa do erro. Rui Costa, diretor de futebol, se manifestou após o revés por 3 a 1 para o Internacional em pleno Independência.

"Ele chegou atrasado. Todos os atletas têm horários, os companheiros dele já estavam à disposição do treinador. Isso teve uma consequência direta na partida. Ele vinha treinando a semana inteira como titular. O Atlético vai fazer o que tem que ser feito, vai punir dentro da lei, mas a maior punição será a reflexão dele", disse Rui Costa à época.

"Ele não será execrado publicamente, mas será punido na questão financeira. Mas é como eu disse: a maior punição é ele ver como a torcida reagiu, como encontrou os companheiros após a derrota. Quanto mais coletivo nós formos, mais chances nós teremos de vencer", acrescentou.

Protagonismo em eliminação

Mesmo com todos os problemas extracampo, Cazares voltou a ser titular do Atlético-MG. O craque entrou em campo para enfrentar o Colón (ARG) na semifinal da Copa Sul-Americana. No entanto, não correspondeu. Ele, inclusive, perdeu o pênalti decisivo na disputa contra os argentinos no jogo de volta, no Mineirão. Por causa do erro, foi vaiado pela torcida e tema de uma reunião da diretoria com organizadas.

Reserva e nova chance

Cazares perdeu espaço no time em treinamento realizado às vésperas do jogo contra o Palmeiras, na rodada passada do Brasileirão. Ele foi reserva de Rómulo Otero no Allianz Parque. A mudança na formação fez o técnico Rodrigo Santana colocá-lo entre os suplentes, com três zagueiros e cinco numa linha de meio-campo.

Desfalcado do venezuelano Otero para o jogo contra o Flamengo, hoje à noite, no Rio de Janeiro, o Atlético voltará a contar com Cazares na equipe. O atleta não vê a saída anterior como um problema.

"O jogo contra o Palmeiras, ele [Rodrigo Santana] colocou uma linha de cinco, fui para o banco, estava tranquilo. O melhor para o time era o que o treinador escolheu, fui para o banco, tranquilo. O Otero estava bem, com confiança, tinha feito dois gols e iria jogar pela ponta esquerda. Gosto de jogar mais pelo meio, como aconteceu em alguns jogos atrás. Se der para escolher, escolho o meio, porque tenho mais visão do campo todo do que estar na ponta, esperar a bola e atacar o time. Prefiro jogar pelo meio", concluiu.

Futebol