Topo

Organizadas cobram cúpula e citam Cazares como exemplo negativo no Atlético

Organizadas se reúnem com membros da diretoria do Atlético-MG - Arquivo Pessoal
Organizadas se reúnem com membros da diretoria do Atlético-MG Imagem: Arquivo Pessoal

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

02/10/2019 15h16

Resumo da notícia

  • Organizadas se reuniram com a diretoria do Atlético-MG - Rui Costa e Sérgio Sette Câmara - na manhã de hoje
  • Torcedores cobraram melhor rendimento da equipe e fizeram críticas ao comportamento dos atletas em 2019
  • Cazares foi o jogador mais criticado pelas organizadas. Ele é visto como exemplo negativo para o restante do elenco
  • Organizadas prometeram não realizar novos protestos em 2019. No último domingo (29), pouco mais de seis mil foram ao Independência

Líderes de organizadas se reuniram com a diretoria do Atlético-MG na manhã de hoje para cobrar sobre o momento do clube e a situação de alguns jogadores do elenco comandado por Rodrigo Santana. Por conta dos recentes episódios extracampo, Juan Cazares foi utilizado como exemplo na conversa que ocorreu na sede administrativa do clube.

O tema principal da conversa foi o incômodo com o rendimento do elenco na temporada - Galo é o décimo colocado do Brasileiro e foi eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana. A equipe ainda foi vice-campeã mineira e caiu para o arquirrival nas quartas de final da Copa do Brasil.

Houve ainda pedido para mudança de comportamento de atletas do plantel atual. Juan Cazares foi alvo dos torcedores. A postura extracampo do meia-atacante não agrada às organizadas e foi um consenso o pedido para ainda mais cobrança sobre o jogador de 27 anos. Ele foi citado como um exemplo negativo para os demais companheiros de elenco.

A diretoria atleticana escutou as cobranças em uma reunião que durou mais de uma hora. Os membros das organizadas prometeram evitar novos protestos até o fim da temporada.

O encontro ocorreu após um pedido das organizadas ao presidente Sérgio Sette Câmara. Os responsáveis pelas principais torcidas do clube queriam realizar cobranças sobre o atual momento do elenco. O mandatário aceitou recebê-los ao lado do diretor de futebol Rui Costa.

A reunião para reclamação aconteceu dias depois de o Atlético ter o segundo pior público do ano na Arena Independência. Cerca de seis mil pessoas foram ao estádio para assistir ao jogo. Os poucos torcedores que foram ao local vaiaram o time e cobraram resultados melhores, apesar da vitória por 2 a 1 de virada sobre o Ceará.

Atlético-MG