Rafael Reis

Rafael Reis

Siga nas redes
Reportagem

Como melhor time da história da Alemanha ameaça fim da 'maldição Kane'

Em 14 anos de carreira, Harry Kane acumulou algumas centenas de gols e vários prêmios individuais. Mas não conseguiu aquele que é o desejo máximo de um atleta da modalidade: levantar um troféu junto com seus companheiros de time/seleção.

Com derrota em final de Liga dos Campeões da Europa e campanhas que esbarraram no quase no Campeonato Inglês, a "Maldição Kane" tomou uma proporção tão grande nas redes sociais nos últimos anos que já se transformou em parte do folclore do futebol mundial.

Só que todas as piadas e sacanagens envolvendo o capitão da seleção inglesa pareciam estar com os dias contados quando ele anunciou, no começo da temporada, sua saída do Tottenham para o Bayern de Munique.

Afinal, nem mesmo a "Maldição Kane" seria forte o suficiente para acabar com a hegemonia de 11 títulos nacionais consecutivos do clube que dá as cartas no futebol da Alemanha. Será mesmo?

Uma pedra gigante no caminho

Kane só não contava que, logo em sua primeira temporada no futebol germânico, aquela que decretaria o fim da "maldição", teria o azar de se deparar com o melhor time de toda a história do país.

Pelo menos em resultados conquistados no começo da temporada, nunca houve na Alemanha ninguém do porte do Bayer Leverkusen. O time comandado por Xabi Alonso conquistou 11 vitórias e um empate nas primeiras 12 rodadas da Bundesliga, um recorde.

O único jogo que o Leverkusen não ganhou foi justamente contra o Bayern. Só que o jogo do empate foi disputado em Munique, ou seja, acabou sendo um resultado positivo para o atual líder.

Como a campanha da equipe de Kane também é acima da média (10 vitórias e dois empates), as duas forças vivem uma disputa ferrenha pelo topo do Alemão. No momento, dois pontos separam o primeiro do segundo colocado (34 a 32).

Continua após a publicidade

Kane faz a parte dele

Apesar de ter passado em branco na sua primeira chance de ser campeão com o Bayern (derrota para o RB Leipzig, em agosto, na Supercopa da Alemanha), o centroavante inglês tem feito tudo que pode para encerrar a "maldição".

Kane marcou nada menos que 22 gols nos primeiros 18 jogos com a camisa do novo clube. A média de 1,22 tento por partida é superior às registradas em todas as 12 temporadas que passou no Tottenham.

Com 18 gols, o camisa 9 também lidera a artilharia do Alemão. Se mantiver a frequência atual de bolas nas redes, tem tudo para destruir o recorde de Robert Lewandowski (41 gols em 2020/21) e se transformar no maior goleador de uma edição da Bundesliga.

No fim de semana

Rival mais tradicional do Bayern nas últimas temporadas germânicas, o Borussia Dortmund é agora a esperança dos bávaros para deixar o Leverkusen para trás e assumir a liderança da competição.

Continua após a publicidade

Afinal, o Dortmund é o adversário deste domingo da equipe que está na primeira posição da Bundesliga. Só que o clássico será jogado na BayArena, casa do Leverkusen.

O Bayern joga antes na rodada deste fim de semana. Amanhã, recebe o Union Berlim, que ocupa a vice-lanterna e não vence uma partida da competição desde agosto. Ou seja, tem tudo para virar líder provisório pelo menos até o dia seguinte.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes