PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Seleção dos brasileiros mais caros vale R$ 3,1 bi e tem ignorados por Tite

Tite não tem usado o valor de mercado para definir os convocados da seleção - Lucas Figueiredo/CBF
Tite não tem usado o valor de mercado para definir os convocados da seleção Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

13/05/2022 04h20

Alisson; Emerson Royal, Éder Militão, Marquinhos e Renan Lodi; Casemiro e Fabinho; Raphinha, Lucas Paquetá e Vinícius Júnior; Gabriel Jesus (Richarlison).

Se Tite escalasse a seleção brasileira baseado exclusivamente na cotação dos seus jogadores no Mercado da Bola internacional, Neymar já teria perdido sua vaga de titular e a formação acima seria aquela que o país teria de melhor para tentar o hexa na Copa do Mundo do Qatar-2022.

Pelo menos, é isso o que aponta um estudo conduzido pelo "Transfermarkt", site especializado na cobertura das transferências do futebol mundial.

De acordo com a plataforma, o time mais caro que o Brasil pode escalar no momento está avaliado em 585 milhões de euros (R$ 3,1 bilhão), conta com dez titulares cativos e tem uma dúvida no comando de ataque, já que Gabriel Jesus (Manchester City) e Richarlison (Everton) têm exatamente o mesmo preço.

Destaque do Real Madrid finalista da Liga dos Campeões da Europa, Vinícius Júnior é o jogador nascido no país pentacampeão mundial mais valorizado da atualidade. Seu preço está estimado em 100 milhões de euros (R$ 534 milhões).

Esse valor é só 10 milhões de euros (R$ 53,4 milhões) superior à cotação de Neymar. Só que como o camisa do Paris Saint-Germain joga na mesma posição do garoto revelado pelo Flamengo, atacante pelo lado esquerdo, ele ficou sem vaga na seleção dos brasileiros mais caros.

Nove dos 11 titulares da seleção montada pelo "Transfermarkt" foram convocados por Tite para os compromissos da seleção na próxima Data Fifa.

As únicas ausências foram o lateral direito Emerson Royal (Tottenham), preterido por Danilo (Juventus) e pelo veterano Daniel Alves (Barcelona), e o lateral esquerdo Renan Lodi (Atlético de Madri). Para essa vaga, o treinador preferiu chamar Alex Sandro (Juventus), Alex Telles (Manchester United) e Guilherme Arana (Atlético-MG).

O Brasil inicia no próximo mês a fase final da preparação para a Copa do Qatar-2022. Dois amistosos estão confirmados, contra Coreia do Sul (dia 2, em Seul) e Japão (dia 6, em Tóquio). A CBF queria um terceiro adversário, preferencialmente um africano, para completar seus compromissos da penúltima Data Fifa antes do Mundial. Mas não conseguiu fechar acordo para essa partida extra.

Originalmente, a equipe de Tite teria pela frente o Superclássico das Américas, ante a Argentina, em Melbourne (Austrália), que acabou sendo cancelado.

A seleção estreia na competição mais importante do calendário quadrienal do futebol contra a Sérvia, em Lusail, no dia 24 de novembro. Depois, ainda enfrenta Suíça e Camarões na primeira fase.

Os dois primeiros colocados da chave do Brasil irão medir forças contra times do Grupo H (Portugal, Gana, Uruguai e Coreia do Sul) nas oitavas de final.

Apesar de os grupos do Mundial já estarem formados, o torneio ainda tem três seleções participantes a definir. Austrália, Emirados Árabes Unidos, Peru, Costa Rica, Nova Zelândia, Gales, Ucrânia e Escócia ainda estão na disputa pelas vagas remanescentes. Os confrontos da repescagem serão jogados no próximo mês.

A Copa será disputada fora do seu período habitual por causa do calor que faz no Oriente Médio no meio do ano. Por isso, começará em 21 de novembro e tem a final marcada para 18 de dezembro.

Essa será a última edição do torneio da Fifa com o formato que vem sendo utilizado desde a França-1998. A partir do Mundial seguinte, organizado por EUA, Canadá e México, serão 48 participantes.

Seleção dos brasileiros mais caros

G - Alisson (Liverpool): 60 milhões de euros
LD - Emerson Royal (Tottenham): 25 milhões de euros
Z - Éder MIlitão (Real Madrid): 60 milhões de euros
Z - Marquinhos (Paris Saint-Germain): 75 milhões de euros
LE - Renan Lodi (Atlético de Madri): 25 milhões de euros
MC - Casemiro (Real Madri): 50 milhões de euros
MC - Fabinho (Liverpool): 60 milhões de euros
MAD - Raphinha (Leeds United): 45 milhões de euros
MAC - Lucas Paquetá (Lyon): 35 milhões de euros
MAE - Vinícius Júnior (Real Madrid): 100 milhões de euros
A - Gabriel Jesus (Manchester City) ou Richarlison (Everton): 50 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt