PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Lewandowski manda bem também nos estudos e até escreveu TCC nota 10

Lewandowski é mestre em educação física por faculdade polonesa - Reprodução
Lewandowski é mestre em educação física por faculdade polonesa Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

14/01/2022 04h00

A rotina de um jogador de futebol do primeiro escalão é das mais intensas. São 40 ou 50 jogos de campeonatos e copas na temporada, mais algumas semanas cedidos à seleção, sessões diárias de treino, complementação muscular e vários compromissos comerciais com patrocinadores próprios e do clube que defende.

Mesmo com essa agenda cheia, Robert Lewandowski, o último vencedor da eleição de melhor do mundo promovida pela Fifa, encontrou tempo para se dedicar aos estudos e descolar um diploma de nível superior.

Adversário de Lionel Messi e Mohamed Salah na edição de 2021 do "The Best", o centroavante do Bayern de Munique é formado em Educação Física e até conseguiu tirar nota 10 no seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso).

Tudo bem que Lewa demorou dez anos para conseguir terminar a graduação. Ele começou a estudar Educação Física quando ainda vivia na Polônia, vestia as cores do Lech Poznan e só era mesmo conhecido em seu país natal.

Com a carreira decolando no cenário internacional, o camisa 9 precisou passar por três instituições de ensino diferentes e repetir várias disciplinas por não conseguir se dedicar exclusivamente aos estudos.

Em outubro de 2017, um dia depois de classificar a seleção polonesa para a Copa do Mundo da Rússia-2018, o artilheiro conseguiu, enfim, defender seu TCC e conquistar o canudo da Escola Superior de Educação em Esporte, em Varsóvia.

O trabalho apresentado se debruçou sobre a trajetória de sucesso do próprio atacante e ganhou o nome de "RL9: O caminho para a fama". A banca avaliadora adorou e lhe concedeu nota máxima.

Fazer faculdade de Educação Física é uma espécie de tradição da família Lewandowski. Tanto seu pai (um ex-judoca) quanto sua mãe (uma ex-jogadora de vôlei) são licenciados nessa disciplina. A esposa do craque, a carateca Anna, também seguiu esse caminho acadêmico.

E o candidato a ser (novamente) o jogador número um do planeta não se contentou com a graduação. Em 2020, ele deu um novo passo nos estudos e terminou também seu mestrado na área.

Esta é apenas a segunda vez que Lewandowski chega à final da eleição de melhor do mundo. No ano passado, ele somou 52 pontos, desbancou Cristiano Ronaldo e Messi e levou o troféu para casa. Antes, nem sequer havia alcançado o top 10.

Para conquistar o bicampeonato, o polonês terá de destronar novamente o maior vencedor da história do prêmio da Fifa, Messi, que já foi seis vezes condecorado. Seu outro oponente deste ano, Salah, ainda busca a primeira taça da carreira.

Os ganhadores do "The Best-2021" serão conhecidos na próxima segunda-feira (17 de janeiro). A cerimônia será realizada em Zurique, na Suíça, cidade onde fica a sede da Fifa. Mas, assim como no ano passado, não contará com a presença de público em virtude da pandemia da covid-19.