PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Janela de janeiro já movimenta R$ 1,6 bi; conheça os 10 reforços mais caros

O Barcelona gastou 55 milhões de euros para ter Ferran Torres - Divulgação
O Barcelona gastou 55 milhões de euros para ter Ferran Torres Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

05/01/2022 04h20

A janela de transferências de janeiro acabou de começar. Mesmo assim, já parece fadada a superar o volume de negócios registrado no primeiro mês do ano passado.

De acordo com o "Transfermarkt", site especializado no comércio de jogadores de futebol, o Mercado da Bola global movimentou 245 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão) em compras e empréstimos de atletas nos quatro primeiros dias de 2022.

Esse valor equivale a quase 50% de todo o dinheiro que foi aplicado em reforços em janeiro da última temporada. Na ocasião, a soma de todas as transações feitas no planeta ficou na casa de 501 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões, na cotação atual).

Vale lembrar que, doze meses atrás, os clubes ainda estavam sob forte influência das perdas financeiras causadas pela pandemia da covid-19. Por isso, faltava grana para gastar com novos jogadores.

Não à toa, a janela de janeiro de 2021 foi a menor em um período de 11 temporadas. Para se ter uma ideia do tamanho do baque, um ano antes, o mercado de início de ano havia atingido 1,4 bilhão de euros (R$ 9 bilhões).

A atual temporada tem marcado uma espécie de recomeço dos negócios milionários. A maior transferência registrada neste começo mês, a saída do atacante espanhol Ferran Torres do Manchester City para o Barcelona, por 55 milhões de euros (R$ 353,2 milhões), já teve o dobro do valor do maior negócio de janeiro passado.

Outras cinco transações superaram a marca de 10 milhões de euros (R$ 64,3 milhões). E uma delas envolve um brasileiro, o jovem lateral direito Vanderson, vendido pelo Grêmio para o Monaco depois do rebaixamento do clube gaúcho para a Série B.

Mas ainda há vários outros negócios importantes que podem acontecer ao longo das próximas semanas. O Real Madrid, por exemplo, apresentou uma proposta de 50 milhões de euros (R$ 321,6 milhões) ao Paris Saint-Germain para levar Kylian Mbappé imediatamente, e não em julho, quando ele poderá ir embora de graça.

O meia francês Paul Pogba (Manchester United), o centroavante sérvio Dusan Vlahovic (Fiorentina) e os brasileiros Philippe Coutinho (Barcelona), Anthony (Ajax) e Raphinha (Leeds) são alguns dos nomes importantes no cenário internacional que podem mudar de time ainda nesta janela.

Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França, as cinco principais ligas nacionais do Velho Continente, permitirão a contratação de novos jogadores para a segunda metade da temporada até o fim do mês.

No Brasil, que adota um calendário diferente da elite europeia e tem na janela de começo de ano seu mais expressivo período de registro de atletas e formação de elencos, será liberado o registro de reforços vindos de outros países entre os dias 19 de janeiro e 12 de abril. Por aqui, as transações entre dois clubes nacionais não têm nenhum tipo de restrição de datas.

Os reforços mais caros da janela de janeiro

1 - Ferran Torres (ESP, Barcelona): 55 milhões de euros
2 - Vitaly Mykolenko (UCR, Everton): 23,5 milhões de euros
3 - Ricardo Pepi (EUA, Augsburg): 16,4 milhões de euros
4 - Jonathan Ikoné (FRA, Fiorentina): 14 milhões de euros
5 - Vanderson (BRA, Monaco): 11 milhões de euros
6 - Diego Valdés (CHI, América-MEX): 10,6 milhões de euros
7 - Shamar Nicholson (JAM, Spartak Moscou): 9 milhões de euros
8 - Daryl Dike (EUA, West Bromwich): 8,7 milhões de euros
9 - Jesús Angulo (MEX, Tigres): 7 milhões de euros
10 - Tajon Buchanan (CAN, Brugge): 6,4 milhões de euros
TOTAL: 245 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt