PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Atacante brasileiro aceita convite e deve reforçar Itália na repescagem

João Pedro deve ser o próximo brasileiro a defender a seleção italiana - Getty Images
João Pedro deve ser o próximo brasileiro a defender a seleção italiana Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

29/11/2021 04h00

Autor de 42 gols na soma das três últimas edições do Campeonato Italiano, o atacante João Pedro, ex-Santos e Atlético-MG, deve ser o próximo jogador nascido no Brasil a vestir a camisa da Azzurra.

O "Blog do Rafael Reis" confirmou com pessoas ligadas ao camisa 10 do Cagliari que ele está disposto a aceitar uma possível convocação da seleção italiana para disputar no começo do próximo ano a repescagem das eliminatórias da Copa do Mundo-2022.

A possibilidade do atacante de 29 anos se juntar ao zagueiro Rafael Tolói (Atalanta), ao lateral esquerdo Emerson Palmieri (Lyon) e ao meia Jorginho (Chelsea) na equipe tetracampeã mundial foi levantada na semana passada pelo presidente da FIGC (Federação Italiana de Futebol), Gabriele Gravina.

De acordo com o dirigente, o técnico Roberto Mancini está em busca de reforços para ajudar a Itália a se classificar para o Qatar-2022 e considera chamar pela primeira vez mais três atletas nascidos no Brasil: João Pedro e os zagueiros Luiz Felipe (Lazio) e Roger Ibañez (Roma).

No entanto, o jogador do Cagliari é o único integrante do trio que tende a aceitar esse convite para vestir a tradicional camisa azul. Luiz Felipe já recusou convocações da seleção sub-21 da Itália por preferir jogar pelo Brasil, enquanto Ibañez tem expectativas de entrar na mira da CBF no ciclo do Mundial-2026.

Companheiro de Neymar, Casemiro e Philippe Coutinho nos tempos de seleções de base do Brasil, João Pedro começou a carreira no Atlético-MG e defendeu o Santos durante um ano, entre 2012 e 2013.

No Cagliari desde 2014, ele já acumula mais de 80 gols pelo clube. Somando as últimas três temporadas, nenhum jogador brasileiro que atua em um dos cinco principais campeonatos nacionais da Europa (Inglês, Italiano, Espanhol, Alemão e Francês) meteu mais bolas nas redes que ele.

Em 2021/22, João Pedro tem oito gols em 14 partidas do Calcio e ocupa a quarta colocação na tabela de artilheiros da competição. Mesmo com a constante boa do seu capitão, o Cagliari está na zona de rebaixamento para a Série B da Itália.

A Itália está na chave C da repescagem das eliminatórias europeias. Com isso, irá enfrentar a Macedônia do Norte e, caso vença esse confronto, jogará pela vaga na Copa contra o ganhador do cruzamento entre Portugal e Turquia. Todas essas partidas serão disputadas no fim de março.

Outras oito seleções do Velho Continente também continuam com esperanças de ir ao Mundial. Escócia, Ucrânia, Gales e Áustria se enfrentam por uma passagem para o torneio. A outra ficará entre Rússia, Polônia, Suécia e República Tcheca.

Um total de 13 países já estão classificados para a próxima Copa do Mundo. Além do Qatar, que conseguiu sua vaga por ser país-sede, Alemanha, Dinamarca, Brasil, França, Bélgica, Croácia, Espanha, Sérvia, Inglaterra, Suíça, Holanda e Argentina estão garantidos na competição.

A Copa-2022 será disputada fora do seu período habitual por causa do calor que faz no Oriente Médio no meio do ano. Por isso, começará no dia 21 de novembro e tem a final marcada para 18 de dezembro.

Essa será a última edição do torneio da Fifa com o formato que vem sendo utilizado desde a França-1998. A partir do Mundial seguinte, serão 48 participantes.