PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com 65 atletas, Brasil encolhe na Champions e tem menor presença desde 2016

Thiago Silva foi campeão da Champions com o Chelsea na temporada passada - Craig Mercer/MB Media/Getty Images
Thiago Silva foi campeão da Champions com o Chelsea na temporada passada Imagem: Craig Mercer/MB Media/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

14/09/2021 04h00

A Liga dos Campeões da Europa da chegada de Lionel Messi ao Paris Saint-Germain e do retorno de Cristiano Ronaldo ao Manchester United é também a que deixou o futebol brasileiro em segundo plano.

A fase de grupos do mais estrelado, badalado e esperado torneio interclubes do planeta começa hoje (14) com a menor participação de representantes do país pentacampeão mundial em cinco anos.

São "apenas" 65 jogadores brasileiros na lista de inscritos da Champions 2021/2022, o menor valor desde 2016/2017, quando 48 atletas do país correram atrás do troféu continental, e exatamente o mesmo número de duas temporadas atrás.

Na comparação com o ano passado, houve uma redução de seis jogadores aptos a serem convocados por Tite para a seleção canarinho nos relacionados para disputar a fase principal da competição europeia.

A lista de brasileiros inscritos na Champions não engloba aqueles atletas que nasceram no país ou que são filhos de pais tupiniquins, mas que optaram por defender outras seleções. Na atual temporada, há sete jogadores nessa situação.

Um deles, o volante catarinense Jorginho, que veste a camisa da Itália e recentemente venceu a Eurocopa, foi o cara do Chelsea na conquista da última edição da Liga dos Campeões e acabou eleito o jogador do ano pela Uefa.

Mas, mesmo sem os jogadores que se naturalizaram ou decidiram defender outra bandeira no cenário internacional do futebol, a presença brasileira na Champions poderia ser um pouquinho maior.

Só que alguns clubes optaram por não inscrever na fase de grupos todos os atletas do país existentes nos seus elencos. O Paris Saint-Germain, por exemplo, deixou fora da sua relação o meio-campista Rafinha. Já a Juventus optou por não contar com o atacante Kaio Jorge, recém-contratado do Santos.

Dos 32 clubes participantes do torneio, 25 contam com pelo menos um atleta do Brasil. As exceções são Atalanta (que tem Rafael Tolói, nascido no Brasil, mas hoje italiano), Bayern de Munique, Inter de Milão, Malmö, RB Leipzig, Villarreal e Young Boys.

Como acontece quase todos os anos, o Shakhtar Donetsk continua sendo o time mais brasileiro da elite europeia. Desta vez, são 11 representantes tupiniquins no seu elenco... isso sem contar Marlos e Júnior Moraes, que se naturalizaram ucranianos.

A última vez que um clube conseguiu levantar a "Orelhuda" sem nenhum apoio do futebol verde e amarelo foi há 16 anos, com o Liverpool. Desde então, todos os campeões europeus contavam com pelo menos um atleta brasileiro.

Depois de duas temporadas consecutivas com alteração de sede da decisão por conta dos efeitos da pandemia da covid-19, a Uefa espera que, desta vez, a Champions consiga ir até à final obedecendo seu planejamento original.

O jogo que irá decidir o sucessor do Chelsea no posto de campeão europeu de clubes está marcado para o dia 28 de maio do próximo ano e será disputado no estádio Krestovsky, em São Petersburgo (Rússia).

Liga dos Campeões - rodada 1

Hoje

13h45 - Sevilla x Red Bull Salzburg (Grupo G)
13h45 - Young Boys x Manchester United (Grupo F)
16h - Lille x Wolfsburg (Grupo G)
16h - Villarreal x Atalanta (Grupo F)
16h - Chelsea x Zenit São Petersburgo (Grupo H)
16h - Malmö x Juventus (Grupo H)
16h - Barcelona x Bayern de Munique (Grupo E)
16h - Dínamo de Kiev x Benfica (Grupo E)

Amanhã

13h45 - Besiktas x Borussia Dortmund (Grupo C)
13h45 - Sheriff x Shakhtar Donetsk (Grupo D)
16h - Inter de Milão x Real Madrid (Grupo D)
16h - Atlético de Madri x Porto (Grupo B)
16h - Brugge x Paris Saint-Germain (Grupo A)
16h - Liverpool x Milan (Grupo B)
16h - Manchester City x RB Leipzig (Grupo A)
16h - Sporting x Ajax (Grupo C)