PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por que boa fase de Militão pode ajudar Real a conseguir contratar Mbappé?

Èder Militão tem sido um dos destaques do Real nas últimas semanas - Getty Images
Èder Militão tem sido um dos destaques do Real nas últimas semanas Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

05/05/2021 04h00

O bom momento vivido pelo zagueiro brasileiro Éder Militão no Real Madrid pode acabar sendo a chave para que o clube espanhol consiga realizar o sonho de contratar Kylian Mbappé na próxima janela de transferências.

A ascensão do ex-jogador do São Paulo, que deve começar a partida contra o Chelsea, hoje, que decide o segundo finalista desta temporada da Liga dos Campeões da Europa, deu a Zinédine Zidane a confiança de que ele tem dentro do elenco um futuro titular do setor defensivo.

Com isso, de acordo com diferentes veículos da imprensa europeia, a diretoria do Real deixou de considerar como "inegociável" o zagueiro francês Raphaël Varane, um dos seus jogadores mais valorizados no Mercado da Bola internacional.

Segundo o jornal espanhol "As", o clube pretende receber 80 milhões de euros (R$ 524 milhões) pelo defensor, que interessa a Manchester United e Chelsea, valor que seria essencial na engenharia financeira para contratar Mbappé.

O Real trabalha com a ideia de que o Paris Saint-Germain deve aceitar vender seu jovem astro por um valor na casa de 250 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão). Ou seja, o dinheiro de Varane representaria quase um terço da grana necessária para completar a transferência.

O francês está em Madri há dez temporadas e, desde 2016, forma com Sergio Ramos a dupla de zaga titular do time. Mas os problemas físicos dos dois defensores mais aclamados têm dado cada vez mais oportunidades para Militão.

O brasileiro jogou os 90 minutos de todas as partidas do Real desde o dia 3 de abril e foi um dos melhores em campo no jogo de ida das semifinais da Champions. De acordo com o "WhoScored?", site especializado nas estatísticas do futebol, ele já é o zagueiro do Real com maior média de bolas recuperadas nesta temporada (1,5 por partida).

Com a consolidação de Militão, é bem possível que os espanhóis tenham um miolo de zaga titular completamente novo na próxima temporada, já que o capitão Sergio Ramos ainda não renovou contrato e também pode ir embora.

Em Madri, já é dada como certa a chegada do austríaco David Alaba, campeão europeu em 2019/20 com o Bayern de Munique, que deve assumir uma das vagas da defesa. O clube ainda estuda a contratação do francês Jules Koundé (Sevilla) para reforçar o número de peças no setor caso Varane e Ramos realmente mudem de ares.

Como o placar da primeira partida da semifinal contra o Chelsea, na semana passada, na Espanha, foi de 1 a 1, o Real precisa derrotar os ingleses ou empatar marcando pelo menos dois gols para se classificar novamente para a decisão da Liga dos Campeões.

A equipe merengue é a maior vencedora do torneio continental em todos os tempos, com 13 títulos. O último foi conquistado em 2018 e encerrou um tricampeonato consecutivo da geração liderada por Cristiano Ronaldo. Nas duas últimas temporadas, o clube caiu nas oitavas de final.

A final da edição 2020/21 da Champions está agendada para dia 29 de maio e será disputada no Olímpico Atatürk, em Istambul (Turquia). O estádio originalmente seria palco do jogo do título do ano passado, que precisou ser alterado por causa da pandemia de covid-19.