PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Fiasco no Francês, Neymar usa Champions para evitar seu pior ano na Europa

Neymar sofre com falta de gols no Campeonato Francês - REUTERS/Benoit Tessier
Neymar sofre com falta de gols no Campeonato Francês Imagem: REUTERS/Benoit Tessier
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

06/04/2021 04h20

Pela primeira vez desde que desembarcou no futebol europeu, Neymar corre risco real de encerrar uma temporada fora do top 250 da Chuteira de Ouro, prêmio que é concedido ao artilheiro máximo dos campeonatos nacionais do continente.

Com incontáveis problemas físicos e disciplinares que o têm tirado de mais da metade das rodadas do Campeonato Francês, o camisa 10 do Paris Saint-Germain só balançou as redes seis vezes ao longo da competição.

Sem marcar na Ligue 1 há mais de dois meses, o astro brasileiro soma só 12 pontos na Chuteira de Ouro e ocupa no momento uma modestíssima 248ª posição na lista de goleadores da temporada europeia.

Expulso na derrota por 1 a 0 para o Lille, no sábado, o atacante já sabe que não participará da próxima rodada da liga nacional, contra o Strasbourg, e pode perder mais dois jogos (Saint-Étienne e Metz) dependendo do tamanho de sua suspensão.

Como restam apenas seis rodadas para o encerramento do Francês, é bem possível que Neymar nem alcance a marca de nove gols anotados no Espanhol em sua estreia na Europa (2013/14). Esse é até hoje o pior desempenho do jogador em um campeonato nacional desde que chegou ao Velho Continente.

A única possível salvação para a temporada abaixo da crítica do craque na França é a Liga dos Campeões, competição em que já foi às redes seis vezes e só está atrás de Erling Haaland na artilharia.

Amanhã (7), o PSG inicia a reedição da decisão do ano passado da Champions para tentar alcançar novamente a semifinal do torneio continental. A primeira partida do confronto contra o Bayern de Munique, desfalcado de Robert Lewandowski, é na Alemanha.

Apesar de ter sofrido uma lesão no ligamento do joelho direito que deve deixá-lo afastado dos gramados até o fim do mês, Lewa continua pouco ameaçado na liderança da Chuteira de Ouro.

O centroavante do Bayern tem 70 pontos, contra 48 de Cristiano Ronaldo, seu adversário mais próximo na corrida pelo prêmio. Na prática, a diferença entre o polonês e o português da Juventus é 11 gols.

O Brasil não fatura a taça desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada europeia. O ex-centroavante do Grêmio também levantou o troféu em 1998/99. Além dele, apenas Ronaldo (1996/97) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

Nesta temporada, o brasileiro mais bem posicionado é João Pedro, ex-Santos e Atlético-MG, que joga pelo Cagliari, da Itália. Com 13 gols e 26 pontos, ele divide a 43ª colocação com outros quatro jogadores, sendo que o sul-coreano Heung-min Son, astro do Tottenham, é o mais conhecido deles.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da corrida pelo posto de artilheiro máximo do Velho Continente.

Neymar na Chuteira de Ouro

2020/21 - 12 pontos (6 gols pelo PSG)
2019/20 - 26 pontos (13 gols pelo PSG)
2018/19 - 30 pontos (15 gols pelo PSG)
2017/18 - 38 pontos (19 gols pelo PSG)
2016/17 - 26 pontos (13 gols pelo Barcelona)
2015/16 - 48 pontos (24 gols pelo Barcelona)
2014/15 - 44 pontos (22 gols pelo Barcelona)
2013/14 - 18 pontos (9 gols pelo Barcelona)

Confira a classificação da Chuteira de Ouro

1 - Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) - 70 pontos (35 gols)
2 - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 48 pontos (24 gols)
3 - Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 46 pontos (23 gols)
4 - André Silva (POR, Eintracht Frankfurt) - 44 pontos (22 gols)
5 - Erling Haaland (NOR, Borussia Dortmund) - 42 pontos (21 gols)
6 - Kasper Junker (DIN, Bodo/Glimt) - 40,5 pontos (27 gols)
7 - Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 40 pontos (20 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 40 pontos (20 gols)
9 - Gerard Moreno (ESP, Villarreal) - 38 pontos (19 gols)
Harry Kane (ING, Tottenham) - 38 pontos (19 gols)
Luis Suárez (URU, Atlético de Madri) - 38 pontos (19 gols)

Errata: o texto foi atualizado
Cristiano Ronaldo é português, não italiano.