PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Boca até pensa em Felipe Melo, mas sonha com Cavani e volante uruguaio

Felipe Melo vem sendo acompanhado pelo Boca, mas não é prioridade - Reprodução/Instagram
Felipe Melo vem sendo acompanhado pelo Boca, mas não é prioridade Imagem: Reprodução/Instagram
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

04/04/2021 04h00

Em meio a negociações para renovar contrato com o Palmeiras, Felipe Melo realmente entrou na mira do Boca Juniors. Mas o volante brasileiro está longe de ser a prioridade do clube argentino no Mercado da Bola.

A equipe de Buenos Aires realmente pretende qualificar seu elenco para esta temporada com alguns "pesos pesados", jogadores com passagem por times importantes da Europa e histórico de convocações para a seleção.

Só que os seus dois principais alvos dentro dessa política de contratações ainda estão no Velho Continente e têm contrato com times que disputam o Campeonato Inglês, a liga nacional mais importante do planeta na atualidade.

O primeiro e mais ambicioso sonho do Boca é trazer de volta para o futebol sul-americano o astro uruguaio Edinson Cavani. Maior artilheiro da história do Paris Saint-Germain, o centroavante de 34 anos ainda não emplacou no Manchester United e pode não renovar contrato para a próxima temporada.

O próprio pai do jogador chegou a afirmar à rede de TV TycSports que o filho pretende deixar a Europa ainda neste ano. O diário argentino "Olé" foi mais longe e, no começo do mês passado, cravou que o atacante será jogador "xeneize" assim que seu vínculo na Inglaterra chegar ao fim, em junho.

Companheiro de Cavani na seleção uruguaia desde pouco antes da Copa do Mundo-2018, o volante Lucas Torreira, que pertence ao Arsenal e está emprestado ao Atlético de Madri, é a outra prioridade do Boca no momento.

O jogador de 25 anos admitiu em entrevista à ESPN na última semana que a morte da sua mãe, vítima da Covid-19, fez com que ele decidisse antecipar seus planos de retornar à América do Sul para defender seu time de coração.

"Na noite que minha mãe faleceu, era umas 4h da manhã, e um dos primeiros a receber a notícia foi meu representante. Eu logo lhe disse isso: "Não quero mais jogar na Europa. Quero ir para o Boca", falou o volante, que tem contrato com o Arsenal até 2023.

Ao contrário de Cavani e Torreira, que ocupam a parte de cima da lista de desejos do Boca nesta temporada, Felipe Melo é uma ideia que está sendo estudada pela diretoria, mas não com o mesmo nível de urgência.

O volante palmeirense é muito querido por grupos de torcedores do Boca influentes nas redes sociais, que veem nele um símbolo de raça e dedicação em campo compatível com o histórico do clube.

Só que a idade elevada (37 anos) e os problemas físicos que atormentaram o brasileiro no ano passado jogam contra o alto investimento, pelo menos em salários, que teria de ser feito para contratá-lo.

Felipe Melo está no Palmeiras desde 2017 e já conquistou títulos paulista, brasileiro, da Copa do Brasil e da Libertadores pelo time paulista. Seu contrato termina no fim do ano, e ele só pretende renovar se receber uma oferta de extensão de vínculo por pelo menos duas temporadas.

Semifinalista da Libertadores no ano passado, o Boca vem tendo um começo de temporada bem complicado. Das sete primeiras partidas na Copa da Liga, a equipe dirigida por Miguel Ángel Russo empatou quatro e só venceu duas.

Por causa da pandemia da covid-19, o Campeonato Argentino está paralisado desde o dia 9 de março do ano passado. A expectativa é que a próxima temporada da principal competição do país seja disputada no segundo semestre, entre julho e dezembro.

O Boca também aguarda a definição dos grupos da Libertadores-2021 para conhecer os seus primeiros adversários no torneio continental. O clube é um dos oito cabeças de chave do sorteio, que será realizado no dia 9. Palmeiras, Flamengo, São Paulo, River Plate, Cerro Porteño, Olimpia e Nacional-URU são os outros.