PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

A história do parceiro de Neymar que foi demitido do PSG após trair esposa

Jesé Rodríguez teve uma passagem desastrosa pelo PSG - Reuters
Jesé Rodríguez teve uma passagem desastrosa pelo PSG Imagem: Reuters
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

22/02/2021 04h00

No mundo do futebol, há vários motivos que podem levar um jogador a ser dispensado de um clube. O mais comum é a percepção da diretoria e comissão técnica de que aquele atleta não está correspondendo dentro de campo às expectativas lançadas sobre ele.

Mas não é difícil encontrar também quem tenha tido o contrato rescindido por causa de corte de gastos, problemas de relacionamento com companheiros ou chefes, exageros na vida noturna, dificuldade para se manter no peso ou mesmo utilização de substâncias ilegais.

Só que a gota d'água para o atacante Jesé Rodríguez ser demitido pelo Paris Saint-Germain não foi nenhum das razões apresentadas acima. O espanhol perdeu seu emprego depois que se tornou público que ele estava tendo uma relação extraconjugal.

O caso veio à tona em dezembro. Enquanto sua esposa, Aurah Ruiz, estava confinada em um reality show da TV espanhola, uma outra participante de programas do gênero e suposta amiga da "oficial", chamada Rocío Aimar, publicou em seu perfil nas redes sociais que havia tido relações sexuais com o jogador e também exibiu áudios dele chamando a companheira de "louca" e chata".

Durante a participação no programa, Ruiz, que é mãe de quatro dos cinco filhos reconhecidos pelo jogador e chegou a ficar dois anos separada dele, admitiu que já foi traída mais de uma vez e afirmou que estava cansada de "dividir o marido com o mundo".

O PSG não gostou nem um pouquinho da polêmica. Ainda na primeira quinzena do mês, teve uma reunião com Jesé e lhe comunicou que seu contrato, que originalmente venceria em junho deste ano, seria rompido.

De acordo com diferentes veículos da imprensa francesa, a dispensa foi uma decisão pessoal do presidente Nasser Al-Khelaifi, que estaria cansado de ver o atacante espanhol manchando a imagem do clube.

Tudo bem que Jesé já quase não vinha sendo aproveitado pela equipe parisiense. Enquanto ainda fazia parte do elenco, ele só participou de duas partidas e ficou em campo por míseros 22 minutos na atual temporada.

Mas dispensar jogadores que estão sob contrato não é muito o modus operandi da diretoria do PSG. O meia-atacante Hatem Ben Arfa, hoje no Bordeaux, chegou a ficar 15 meses consecutivos sem jogar por desavenças com a comissão técnica. Mesmo assim, só foi liberado quando seu vínculo chegou ao fim.

A contratação de Jesé foi um dos maiores erros do clube francês desde que ele foi comprado por um fundo ligado ao governo do Qatar, em 2011, e se tornou um dos novos ricos do futebol europeu.

O espanhol, que era uma jovem promessa formada nas categorias de base do Real Madrid quando despertou o interesse do PSG, custou 25 milhões de euros (R$ 163,1 milhões) e marcou apenas dois gols durante os quatro anos e meio em que permaneceu vinculado ao time.

Sem muito espaço em um elenco com estrelas do porte de Neymar e Kylian Mbappé, o jogador passou boa parte desse tempo emprestado a times como Las Palmas, Stoke City, Betis e Sporting, mas nunca jogou suficientemente bem para que alguém tentasse comprar seus direitos econômicos.

Aos 27 anos e depois de ter sido dispensado, Jesé deu continuidade à carreira no Las Palmas, clube pelo qual está disputando a segunda divisão do Campeonato Espanhol, e ainda continua em um relacionamento cheio de idas, vindas e polêmicas com Aurah Ruiz.

Curiosamente, outro dos companheiros de ataque de Neymar no PSG também já se envolveu em um midiático escândalo de infidelidade -e, mesmo assim, acabou contratado pelos franceses.

O atacante argentino Mauro Icardi é casado com Wanda Nara, que ele conheceu enquanto era esposa do também centroavante Maxi López, que o tinha como grande amigo. O casamento ruiu por causa do hoje atleta do PSG, que passou anos ironizando o antigo parceiro por ter "roubado" a mulher dele.