PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Como goleiro mais caro da história virou piada e peso para a "seleChelsea"

Kepa Arrizabalaga tem sido o ponto fraco do Chelsea desde a temporada passada - Divulgação
Kepa Arrizabalaga tem sido o ponto fraco do Chelsea desde a temporada passada Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

22/09/2020 04h00

"Kepapelão", "Kepalhaçada", "Kepiada", "Kepassa?". Durante as partidas do Chelsea, é comum ver nas redes sociais torcedores, jornalistas e fãs do futebol inglês no Brasil fazendo trocadilhos para lá de infames com o nome do camisa 1 dos Blues.

Mas não é à toa que o espanhol Kepa Arrizabalaga virou alvo de tantas piadas. O goleiro mais caro da história do futebol mundial vem acumulando erros atrás de erros desde a temporada passada e virou o maior entrave aos planos do clube londrino de voltar a brigar pelo título inglês.

Só nas duas primeiras rodadas da Premier League, o arqueiro já falhou duas vezes. Na vitória por 3 a 1 contra o Brighton, na estreia, aceitou uma finalização defensável de Leandro Trossard. Domingo, no clássico contra o Liverpool, chutou uma bola em cima de Sadio Mané e presenteou o senegalês com o segundo gol da vitória por 2 a 0 dos atuais campeões nacionais.

"Os goleiros, obviamente, não podem tomar gols como esses. Estamos tentando não ser muito críticos com o Kepa, mas... O Chelsea já falou que pretende vencer o campeonato. Mas não há nenhuma possibilidade de conquistar o título sofrendo esses gols", disse o ex-lateral direito Gary Neville, que hoje é comentarista da Sky Sports na Inglaterra.

O time de Stamford Bridge, que gastou como nenhum outro no planeta nesta janela de transferências e já investiu 223,2 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão) em reforços na atual temporada, parece concordar com a avaliação do ex-jogador.

O clube até tentou fechar com um novo nome inquestionável para sua meta, mas foi rejeitado por Jan Oblak (Atlético de Madri) e Gianluigi Donnarumma (Milan). A solução foi apelar para uma aposta que, neste momento, é mais confiável que Kepa.

O escolhido é o senegalês Edouard Mendy, que já tem 28 anos e só realmente explodiu no cenário internacional no ano passado, quando vestiu a camisa do Rennes no Campeonato Francês. O negócio deve ser anunciado ainda nesta semana.

Kepa foi contratado do Athletic Bilbao em 2018 e custou 80 milhões de euros (R$ 623 milhões, na cotação atual), maior valor já desembolsado por um goleiro. Até hoje, ele já disputou 97 partidas pelo Chelsea e sofreu 112 gols (média de 1,15 por jogo).

Com inúmeras falhas e bastante criticado pelos torcedores, o espanhol chegou a ir para o banco durante parte da temporada passada. Só que como seu reserva imediato, o veterano argentino Willy Caballero, passa ainda menos confiança que ele, rapidamente retomou a posição.

Agora, a tendência é que Kepa curta mais um período afastado do time titular ou até que seja emprestado a alguma outra equipe em uma tentativa de recuperar a confiança perdida por causa do excesso de erros cometidos em Stamford Bridge.

Dos seis reforços já confirmados pelo Chelsea para esta temporada, apenas dois (os alemães Kai Havertz e Timo Werner) já estrearam. Faltam ir a campo os zagueiros Thiago Silva e Malang Sarr, o lateral esquerdo Ben Chilwell e o meia Hakim Ziyech.

O próximo compromisso do time comandado por Frank Lampard é contra o Barnsley, amanhã, pela Copa da Liga. No sábado, pela terceira rodada da Premier League, o adversário é o West Bromwich.

Leicester, Everton, Arsenal, Liverpool e Crystal Palace venceram suas duas primeiras partidas do Inglês e dividem a liderança da competição. Os Blues somaram três pontos e estão no meio da tabela.