PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Goleador brasileiro na Europa, ex-Santos bate recorde de 16 anos na Itália

João Pedro, melhor brasileiro na Chuteira de Ouro, comemora gol pelo Cagliari - Reprodução
João Pedro, melhor brasileiro na Chuteira de Ouro, comemora gol pelo Cagliari Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

30/06/2020 04h20

Classificação e Jogos

Ao converter o pênalti que definiu a vitória por 4 a 2 do Cagliari sobre o Torino, no sábado (27), o atacante João Pedro atingiu uma marca que não era alcançada há 16 anos por nenhum jogador brasileiro no Campeonato Italiano.

Com o gol, o ex-jogador de Atlético-MG e Santos chegou a 17 tentos nesta temporada da Série A. A última vez que um representante do futebol pentacampeão mundial havia balançado tanto as redes em uma única edição da primeira divisão do Calcio havia sido em 2003/2004, com Adriano Imperador.

E a marca do então atacante da Inter de Milão tem tudo para ser superada por João Pedro nas próximas semanas. Afinal, o Cagliari ainda tem mais dez partidas pela frente até o encerramento da competição.

O último brasileiro a ser artilheiro na Itália foi Amoroso. Em 1998/1999, quando defendia a Udinese, o atacante marcou 22 vezes.

João Pedro pode até alcançar o número de gols do ex-jogador de São Paulo, Corinthians e Grêmio, mas não deve chegar ao topo da lista de goleadores da temporada italiana. Mesmo assim, tem tudo para terminar a temporada como melhor brasileiro na Chuteira de Ouro.

Ele ocupa atualmente a 15ª colocação no prêmio destinado ao artilheiro máximo dos campeonatos nacionais da Europa. Com 34 pontos conquistados, está empatado com figurões do nível de Mohamed Salah (Liverpool), Karim Benzema (Real Madrid), Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal) e Jadon Sancho (Borussia Dortmund).

O Brasil não fatura a Chuteira de Ouro desde 2001/2002, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada europeia. O ex-centroavante do Grêmio também levantou o troféu em 1998/1999. Além dele, apenas Ronaldo (1996/1997) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

Desta vez, a briga parece restrita a Robert Lewandowski e Ciro Immobile. O polonês do Bayern de Munique lidera a disputa, com 68 pontos (34 gols), mas encerrou no sábado sua participação no Campeonato Alemão - fez um gol no 4 a 0 sobre o Wolfsburg.

Já o italiano da Lazio, que também balançou as redes no fim de semana (marcou uma vez no 2 a 1 sobre a Fiorentina), tem 12 pontos (seis gols a menos). Porém ainda pode jogar mais dez vezes até o fim da temporada.

O alemão Timo Werner, do RB Leipzig, tem os mesmos 56 pontos de Immobile e atualmente divide com ele a vice-liderança da Chuteira de Ouro. No entanto, assim como Lewandowski, não joga mais na Bundesliga e, por isso, não somará outros pontos.

Os dois maiores vencedores da história do prêmio estão no top 10 da temporada. O português Cristiano Ronaldo (Juventus), que já ganhou quatro troféus, está na quinta colocação, com 46 pontos. Atual vencedor e hexa-artilheiro da Europa (2010, 2012, 2013, 2017, 2018 e 2019), o argentino Lionel Messi (Barcelona) tem quatro pontos a menos e aparece logo na sequência.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º - Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) - 68 pontos (34 gols)
2º - Ciro Immobile (ITA, Lazio) - 56 pontos (28 gols)
Timo Werner (ALE, RB Leipzig) - 56 pontos (28 gols)
4º - Erling Haaland (NOR, Borussia Dortmund*) - 50 pontos (29 gols)
5º - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 46 pontos (23 gols)
6º - Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 42 pontos (21 gols)
7º - Shon Weissmann (ISR, Wolfsberger) - 40,5 pontos (27 gols)
8º - Jamie Vardy (ING, Leicester) - 38 pontos (19 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 38 pontos (19 gols)
10º - Danny Ings (ING, Southampton) - 36 pontos (18 gols)
Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 36 pontos (18 gols)
Patson Daka (ZAM, Red Bull Salzburg) - 36 pontos (24 gols)
Wissam Ben Yedder (FRA, Monaco) - 36 pontos (18 gols)

*Treze gols pelo Borussia Dortmund e 16 pelo Red Bull Salzburg

Rafael Reis