PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


5 jogadores que vão deixar o futebol brasileiro após a pandemia

Pedrinho comemora gol pelo Corinthians; após a pandemia, ele vestirá a camisa do Benfica - Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Pedrinho comemora gol pelo Corinthians; após a pandemia, ele vestirá a camisa do Benfica Imagem: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

28/06/2020 04h00

Aos poucos, o futebol está voltando ao Brasil. O Rio de Janeiro retomou os jogos há dez dias. Os clubes do estado de São Paulo poderão novamente treinar a partir desta semana. E a CBF anunciou que pretende dar início à Série A em 9 de agosto.

Mas o futebol pós-pandemia do novo coronavírus (Covid-19) não será igual ao de antes da proliferação dos vírus. E as diferenças não serão somente pela ausência de público e pelos inúmeros protocolos de segurança sanitária.

Alguns jogadores que faziam parte dos elencos dos clubes antes da paralisação da modalidade, em março, já não estarão mais lá na retomada das atividades normais.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo cinco jogadores que estão dando adeus ao futebol brasileiro e não voltarão depois da pandemia.

PEDRINHO
Meia
22 anos
Corinthians

Maior venda da história do Corinthians, o meia foi negociado no começo de março, antes de a pandemia paralisar o futebol brasileiro, com o Benfica por 20 milhões de euros (R$ 123 milhões). O clube paulista, no entanto, tem direito a apenas 70% desse valor. O restante acabou dividido entre o jogador e seu empresário. Em 2020, Pedrinho só disputou quatro partidas pelo Corinthians, uma na Libertadores e três no Estadual. Antes, ele estava disputando o Pré-Olímpico sul-americano com a seleção sub-23. O meia ainda não viajou a Portugal devido às restrições impostas à entrada de brasileiros no país. No entanto, deve participar normalmente da próxima pré-temporada do clube lisboeta.

ANTONY
Meia-atacante
20 anos
São Paulo

Antony no São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Contrato de Antony desperta curiosidade de conselheiro são-paulino
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Assim como aconteceu com Pedrinho, o negócio de Antony foi selado ainda no mundo pré-pandemia. O Ajax acertou a compra do destaque são-paulino em fevereiro por 16 milhões de euros (R$ 98,4 milhões), além de mais 13 milhões de euros (R$ 80 milhões), que dependem de desempenho e transações futuras. A ideia do Ajax é que o meia-atacante viaje para a Holanda no começo do próximo mês para fazer parte da pré-temporada do clube (o campeonato nacional 2019/20 foi cancelado por conta da pandemia). Mesmo prestes a se mudar para a Europa, Antony tem participado normalmente de toda a programação são-paulina durante a quarentena, como exames médicos e testes físicos.

ROBSON BAMBU
Zagueiro
22 anos
Athletico-PR

Robson Bambu, zagueiro do Athletico-PR - Divulgação/Site oficial do Athletico-PR - Divulgação/Site oficial do Athletico-PR
Imagem: Divulgação/Site oficial do Athletico-PR

Ao contrário dos nomes citados acima, o zagueiro que começou a carreira no Santos, mas se destacou com a camisa do Athletico-PR no ano passado foi negociado já com a pandemia em pleno vapor. A transação de Robson Bambu com o Nice foi anunciada no começo do mês. Para ter o jovem defensor a partir da próxima temporada, o clube da primeira divisão francesa desembolsou 8 milhões de euros (R$ 49,2 milhões), o que representa a quinta maior venda da história da equipe curitibana.

VÁGNER LOVE
Atacante
36 anos
Corinthians

A segunda passagem do atacante pelo Corinthians terminou no começo do mês. No dia 5 de junho, o clube paulista anunciou a rescisão do contrato de Vágner Love, que vinha sendo reserva no time comandado por Tiago Nunes. A expectativa era que o veterano centroavante se transferisse para a Rússia, onde defenderia mais uma vez o CSKA Moscou. Mas Love surpreendeu ao anunciar que seu destino seria o Kairat Almaty, atual vice-campeão do futebol do Cazaquistão.

YAN COUTO
Lateral direito
18 anos
Coritiba

Yan Couto, Coritiba - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Destaque da seleção brasileira sub-17 na conquista do Mundial da categoria, no ano passado, o lateral direito foi negociado com o Manchester City em fevereiro por 6 milhões de euros (R$ 36,9 milhões). No entanto, o valor pode ser dobrado caso Yan Couto atinja as cláusulas de rendimento previstas no contrato. A ideia de Pep Guardiola é contar com o novo jogador na pré-temporada. De acordo com a diretoria do Coritiba, não há possibilidade de Yan Couto disputar mais algumas partidas pelo time mesmo que o Campeonato Paranaense retorne antes da viagem do lateral para a Inglaterra.

Rafael Reis