PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


7 sul-americanos em baixa na Europa para seu time contratar por empréstimo

Fabián Balbuena, zagueiro do West Ham - Divulgação
Fabián Balbuena, zagueiro do West Ham Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

19/04/2020 04h00

Gustavo Gómez estava encostado no banco de reservas do Milan quando foi descoberto pelo Palmeiras, em 2018. A solução para trazê-lo ao Brasil, inicialmente, foi contratá-lo por empréstimo. Hoje, não há dúvidas que o clube alviverde fez um grande negócio.

O caso do zagueiro paraguaio não é único. O futebol europeu está cheio de jogadores sul-americanos de alto nível que não vivem os melhores momentos e que precisam de uma reviravolta na carreira.

E essa reviravolta pode ser uma volta à América do Sul, onde o nível técnico e a exigência física costumam ser um pouquinho mais baixos.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo sete gringos que estão em baixa na Europa e que seriam alvos possíveis para os clubes brasileiros contratarem por empréstimo depois do encerramento da temporada 2019/20.

FABIÁN BALBUENA
Zagueiro
28 anos
Paraguaio
West Ham (ING)

Um dos líderes da defesa do Corinthians na conquista do Campeonato Brasileiro de 2017, o zagueiro foi para o West Ham no ano seguinte e tem construído uma história bastante honesta no futebol inglês. Nessas últimas duas temporadas, Balbuena disputou quase 40 partidas da Premier League e chegou a ser titular do clube londrino em alguns momentos. Mas essa situação mudou nos últimos meses. Apesar de defender um time que está na luta contra o rebaixamento, o paraguaio não inicia uma partida desde janeiro e chegou a ser emprestado ao time B do West Ham para não perder a forma.

CARLOS BACCA
Atacante
33 anos
Colombiano
Villarreal (ESP)

O centroavante colombiano já acumula quase 150 gols no futebol europeu, brilhou no Sevilla, teve uma passagem bem razoável pelo Milan e, à primeira vista, parece um alvo inalcançável para os clubes brasileiros. Mas, a situação não é bem essa. A versão 2019/20 de Bacca não é tão digna de elogios. Em 16 partidas pelo Villarreal, ele marcou apenas quatro vezes. Além disso, perdeu a posição no time e raramente sai do banco de reservas. Apesar de ter contrato até 2022, ele precisa de um fato novo para se recuperar. E esse fato novo poderia tranquilamente ser uma temporada de redescoberta na América do Sul.

FACUNDO FERREYRA
Atacante
29 anos
Argentino
Espanyol (ESP)

Facundo Ferreyra - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Artilheiro do Campeonato Ucraniano da temporada 2017/18, o argentino cansou de fazer gols quando defendia o Shakhtar Donetsk e chegou a ser namorado pelo Palmeiras alguns anos atrás. Negociado com o Benfica, não seu deu bem em Portugal e acabou emprestado ao Espanyol, onde também não tem feito sucesso. O clube catalão já avisou que não irá exercer a opção de compra do contrato. Como não deve ter muitas oportunidades em seu retorno a Lisboa, o mais provável é que Ferreyra seja emprestado mais uma vez. Está aí uma oportunidade para os times brasileiros porque o camisa 9 já mostrou que sabe balançar as redes.

JEISON MURILLO
Zagueiro
27 anos
Colombiano
Celta (ESP)

Apenas um ano atrás, o zagueiro colombiano fazia parte do elenco do Barcelona. Agora, está emprestado ao Celta, depois de uma jornada bem pouco interessante pela Sampdoria. Ainda que esteja se destacando em Vigo, Murillo não tem permanência certa no seu atual clube porque ele luta contra o rebaixamento no Campeonato Espanhol. Caso aconteça o descenso, o defensor deve ser devolvido à Samp, que não tem muito interesse em mantê-lo para a próxima temporada. E aí, pode pintar uma venda dos seus direitos econômicos ou mesmo um novo empréstimo.

ADALBERTO PEÑARANDA
Atacante
22 anos
Venezuelano
Watford (ING)

Adalberto Peñaranda - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Na seleção venezuelana vice-campeã mundial sub-20 de 2017, o destaque não era Yeferson Soteldo, mas sim Peñaranda. Ao contrário do compatriota, que firmou raízes no futebol sul-americano e hoje veste a camisa 10 do Santos, o atacante está desde os 18 anos na Europa e já rodou por Inglaterra, Itália, Espanha e Bélgica. Aos 22 anos, o garoto venezuelano ainda não conseguiu se firmar em nenhum clube e não costuma ficar nem no banco de reservas do Watford na Premier League. Por isso, a tendência é que seja novamente emprestado na próxima janela de transferências. Vir no jogar no Brasil pode ser a chance para ele, enfim, explodir no futebol profissional.

RAMIRO FUNES MORI
Zagueiro
29 anos
Argentino
Villarreal (ESP)

Ramiro Funes Mori - Efe - Efe
Imagem: Efe

Com mais de 25 jogos pela seleção argentina no currículo e participação nas duas últimas edições da Copa América, Funes Mori é outro jogador que, assim como Bacca, perdeu espaço no Villarreal e virou um alvo viável para os clubes brasileiros. Na atual temporada, o zagueiro só disputou 12 partidas e quase metade elas (cinco) foi na Copa do Rei, ao lado de vários outros reservas. Funes Mori tem contrato até 2022, o que torna bem possível um empréstimo. Já quase trintão, ele talvez ache interessante a chance de voltar à América do Sul.

LISANDRO MAGALLÁN
Zagueiro
26 anos
Argentino
Alavés (ESP)

Lisandro Magallán - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Outra opção de zagueiro argentino que poderia tranquilamente pintar no Brasil depois do encerramento da temporada europeia, Magallán está emprestado pelo Ajax ao Alavés. O clube, que ocupa a 14ª colocação no Campeonato Espanhol, dificilmente exercerá a opção de compra do jogador, que tem se alternado entre o time titular e o banco de reservas. Como faz parte da lista dos "emprestáveis" da equipe holandesa, há uma boa chance de o defensor ser cedido novamente. Assim, por que não para o Brasil?

Rafael Reis